Segunda-feira, 6 de Dezembro de 2021

A app da discórdia

Desde que Portugal regressou ao Estado de Calamidade que não se fala de outra coisa. A aplicação (app) Stayaway Covid está no centro das atenções, tudo porque António Costa quer que o seu uso seja obrigatório. 

-PUB-

Caso a proposta seja aprovada pelo Parlamento e promulgada pelo presidente da República, entrará em vigor e a app será de instalação obrigatória em contexto laboral, escolar, académico e também para as forças armadas e de segurança. A sua não ativação pode levar a uma multa entre os 100 e os 500 euros.

Toda esta situação tem dividido opiniões, com pessoas a serem a favor e outras contra. Se muitos encaram esta medida como um atentado à liberdade, outros reagem de forma irónica, lembrando que muitas das aplicações instaladas nos smartphones recolhem muito mais dados do que a Stayaway Covid. É o caso das aplicações TikTok, Twitter e Facebook.

Interessa, por isso,

Artigo exclusivo PREMIUM

Tenha acesso ilimitado a todos os conteúdos do site e à edição semanal em formato digital.

Se já é PREMIUM,
Aceda à sua conta em

-PUB-

APOIE O NOSSO TRABALHO. APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

Mais lidas

A Imprensa livre é um dos pilares da democracia

Nota da Administração do Jornal A Voz de Trás-os-Montes

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.