Quarta-feira, 6 de Julho de 2022

AAUTAD/Realfut, 8 – Boticas, 7

Pela terceira vez, nesta época, a equipa da Associação Académica da Universidade de Trás–os-Montes e Alto Douro (AAUTAD)/Realfut venceu a equipa do Grupo Desportivo de Boticas, desta vez num jogo que, realizado na Nave de Desportos da universidade transmontana, no dia 17, correspondeu à 18.ª jornada do Campeonato Nacional da 2.ª Divisão de Futsal. Depois […]

Pela terceira vez, nesta época, a equipa da Associação Académica da Universidade de Trás–os-Montes e Alto Douro (AAUTAD)/Realfut venceu a equipa do Grupo Desportivo de Boticas, desta vez num jogo que, realizado na Nave de Desportos da universidade transmontana, no dia 17, correspondeu à 18.ª jornada do Campeonato Nacional da 2.ª Divisão de Futsal.

Depois de ter vencido a equipa de Boticas, na primeira volta do campeonato, e de a ter afastado da Taça de Portugal, logo na primeira eliminatória da competição, a equipa da UTAD conseguiu vencer, agora por 8-7, num encontro mais sofrido para os universitários que chegaram a ter uma desvantagem de 0-3.

No entanto, antes do intervalo, a AAUTAD/Realfut já contava com um resultado que antevia a vitória (4-3), o que aconteceu, como explicou Fernando Parente, treinador da equipa vila-realense, porque, mais uma vez, os seus jogadores “tiraram o fato de gala, para vestir o fato-macaco”.

“É de elogiar a capacidade de resposta da minha equipa”, sublinhou o técnico, sem, no entanto, deixar fortes críticas à equipa de arbitragem que, segundo o mesmo, não esteve à altura do encontro.

Também Tiago Barros, treinador da equipa visitante, mostrou-se descontente com a arbitragem, embora se tenha escusado a tecer “mais comentários”, sublinhando, apenas, que “foi um jogo equilibradíssimo e muito bom, para quem esteve na bancada”.

Apesar da derrota, o técnico barrosão realçou a”excelente” atitude dos seus atletas que, apesar de estarem a jogar, pela primeira vez, na Segunda Divisão do Campeonato Nacional, “souberam disputar o jogo, taco-a-taco, com a equipa que está em primeiro lugar da tabela, o que diz tudo sobre a vontade e confiança do trabalho realizado”.

Esta 18.ª jornada, ficou ainda marcada pelo empate do Macedense, frente ao ARCA, um resultado que ditou, assim como aconteceu com a equipa de Boticas, a descida da equipa de Macedo de Cavaleiros, na tabela classificativa.

No próximo fim-de-semana, o Campeonato Nacional terá uma pausa, para que se dispute mais uma eliminatória da Taça de Portugal, pela qual, das três equipas transmontanas, apenas a UTAD continua a lutar, sendo de realçar que terá que vencer o Mocidade da Arrábida, para conseguir um lugar nos quartos-de-final.

 

Ficha técnica

 

Jogo disputado na Nave de Desportos da UTAD.

AAUTAD/Realfut – Hélder Resende, Rui Ferreira, Ricardo Galatti, João Gavina, Nélson Semedo, Paulo Duarte, Ivo Rodrigues, Luís Barroso, Pimpão, Fernando Cepeda, Mate e Edgar Cunha.

Treinador: Fernando Parente.

G. D. Boticas – Marcelo, Bruno, Abel, Óscar, Tiago, Luís, Estrela, William, Danilo, Fábio, Fisgas, Lincon, Lopes, Rodrigo, César e Xavier.

Treinador: Tiago Barros.

Ao intervalo: 4-3.

 

Maria Meireles

-PUB-

APOIE O NOSSO TRABALHO. APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

Mais lidas

A Imprensa livre é um dos pilares da democracia

Nota da Administração do Jornal A Voz de Trás-os-Montes

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.