Sábado, 28 de Janeiro de 2023
No menu items!
0,00 EUR

Nenhum produto no carrinho.

Adega cooperativa potencia imagem turística do concelho

A Feira do Vinho e do Azeite que vai decorrer em Murça entre 5 e 8 de Maio, será o palco da apresentação pública de dois novos vinhos da Adega Cooperativa local que vai lançar brevemente no mercado. As garrafas destes vinhos vão promover um dos ex-líbris do concelho no seu contra-rotulo: A Porca de […]

-PUB-

A Feira do Vinho e do Azeite que vai decorrer em Murça entre 5 e 8 de Maio, será o palco da apresentação pública de dois novos vinhos da Adega Cooperativa local que vai lançar brevemente no mercado.

As garrafas destes vinhos vão promover um dos ex-líbris do concelho no seu contra-rotulo: A Porca de Murça. Mário Lopes dirigente desta agremiação explicou que “ “Os rótulos relativos à nova imagem dos vinhos Regionais Durienses, Branco e Tinto, têm um conjunto importante de objectivos/características e informação associados como é a Porca, o símbolo do concelho de Murça”.

Segundo este responsável, a Cooperativa “ não tem descurado este pormenor na comercialização dos seus vinhos”As uvas do vinho tinto a apresentar foram colhidas em 2005, e oriundas das melhores vinhas do concelho. O vinho possui as castas tradicionais durienses, nomeadamente, Touriga Nacional, Touriga Franca e Tinta Roriz.

Mário Lopes considera-o “ um vinho jovem, aroma complexo com persistência de frutos vermelhos, boa acidez, taninos suaves, muito equilibrado”. Este responsável curiosamente e em relação a este vinho, não o “personaliza” em termos gastronómicos. “ Será uma boa surpresa para o apreciador de um bom vinho do Douro. Não queremos de forma restritiva e de convenções enquadrar o seu consumo, liberalizando, ou melhor não condicionando qualquer ou determinado tipo de refeição, seja carne, peixe ou outro. ” Em relação ao Vinho Branco nasceu a partir das “castas Códega, Códega do Larinho, Malvasia Fina e Rabigato. Fresco” tem cor citrina, acidez equilibrada, bem estruturado e final de boca persistente.

A Adega Cooperativa de Murça pretende com estes dois novos produtos de imagem renovada e de agradável aspecto colorido/juvenil, “alargar o típico consumidor dos vinhos regionais” e atingir um mercado de juventude, afastando a ideia muito carregada dos vinhos clássicos direccionados para consumidores estereotipados”

 

José Manuel Cardoso

APOIE O NOSSO TRABALHO. APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

COMENTAR FACEBOOK

Mais lidas

A Imprensa livre é um dos pilares da democracia

Nota da Administração do Jornal A Voz de Trás-os-Montes

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.