Quinta-feira, 7 de Julho de 2022

António Borges confirma vontade de flavienses

Afinal “Santos da casa…fazem milagres”. O Desportivo de Chaves contratou um homem da casa, António Borges que já uma vez salvou a equipa transmontana da despromoção. O treinador é o primeiro a sublinhar que «o Chaves não vai descer de divisão».   O treinador António Borges está de regresso à cidade e ao clube que […]

Afinal “Santos da casa…fazem milagres”. O Desportivo de Chaves contratou um homem da casa, António Borges que já uma vez salvou a equipa transmontana da despromoção. O treinador é o primeiro a sublinhar que «o Chaves não vai descer de divisão».

 

O treinador António Borges está de regresso à cidade e ao clube que o viu crescer como atleta e referência do Desportivo de Chaves enquanto jogador e, mais tarde, como treinador. Das opções avançadas para o comando técnico, a de António Borges ganhou vantagem (o Nosso Jornal avançou com esse nome à frente de outros, horas antes da contratação), essencialmente pelo carinho que a massa associativa nutre pelo antigo capitão.

O único entrave para a sua contratação era mesmo o Nelas, clube que o treinador orientou até meados da semana passada. Isto porque, aquele clube estava satisfeito com António Borges e esteve sempre relutante quanto à sua saída que só veio a acontecer «devido ao amor» pelo Desportivo de Chaves expresso pelo treinador que já orientou a equipa no empate forasteiro ante o Santa Clara que é candidato para chegar à Superliga.

António Borges sabe que a manutenção não é fácil mas o técnico é o primeiro a acreditar que «o Chaves não vai descer de divisão». Já na passagem pelo Desportivo de Chaves, na época de 2000/01, pegou na equipa a cinco jornadas do final e evitou que a equipa transmontana tivesse descido de divisão.

O treinador assina até ao final da época, com mais um ano de opção. Após o primeiro dia em que estudou o treino ainda dirigido pelos adjuntos Nuno Pinto e Carlos Pires, seguiu-se a restante preparação para o jogo dos Açores. Nesta difícil deslocação ao Santa Clara, a equipa flaviense conseguiu fechar-se bem na defesa, essencialmente na segunda parte, e arrecadou um ponto que serve de tónico para que haja ano novo, vida nova.

 

João Cláudio

-PUB-

APOIE O NOSSO TRABALHO. APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

Mais lidas

A Imprensa livre é um dos pilares da democracia

Nota da Administração do Jornal A Voz de Trás-os-Montes

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.