Terça-feira, 19 de Outubro de 2021
Barroso da Fonte
Escritor e Jornalista. Colunista n'A Voz de Trás-os-Montes

Arquivo da Diocese de Vila Real vai reunir Bens Culturais

Alegra-me imenso saber que estão em bom ritmo e confiados nas mãos de quem sabe, os trabalhos conducentes à criação e organização do Arquivo da Diocese de Vila Real. Trata-se de uma excelente decisão do Bispo titular da Diocese, D. Joaquim Gonçalves, que nomeou o Dr. Manuel Silva Gonçalves para delegado dos Bens Culturais da Diocese. Tanto quanto me é possível saber de fonte segura, o Prelado Diocesano tem dado todo o apoio, incluindo instalações e sugestões que permitem reunir todos os arquivos das diferentes Paróquias diocesanas que vão possibilitar a reunião e organização dos Arquivos da Igreja Transmontana nessa grande e importantíssima Instituição que poderá servir de modelo à Igreja Portuguesa, não só em organização como em funcionamento.

-PUB-

Andava eu com a ideia de, numa próxima crónica, sugerir à Câmara de Montalegre que criasse uma obra desse género – ela que já teve ocasião de sugerir um Centro de Estudos para a sede concelho, depois de estar a vila equipada de tudo aquilo que faz falta aos estudiosos dos diferentes meios culturais. Esse eventual centro de Estudos, que não seja limitado a uma temática específica ou autor individualizado, permitirá a gerações presentes e futuras, usufruir, através dos sortilégios da informatização, concentrar em Montalegre, o epicentro de uma espécie de Torre do Tombo ou de Biblioteca Nacional.

Vila Real passou a ter o Grémio que desempenha, parcialmente, esse papel. Não deixa de ser um

Artigo exclusivo PREMIUM

Tenha acesso ilimitado a todos os conteúdos do site e à edição semanal em formato digital.

Se já é PREMIUM,
Aceda à sua conta em

Mais Lidas | opinião

O povo é quem mais ordena

Ferrovia Boas Notícias

Beneficiou da Moratória?

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.