Quinta-feira, 29 de Julho de 2021

Árvores de fruto vandalizadas

No final de julho, José Joaquim Pereira chegou à sua propriedade, em Castedo do Douro, no concelho de Alijó, e encontrou nove das suas amendoeiras vandalizadas.

-PUB-

José Joaquim tem 78 anos. Dedicou-se à agricultura depois de uma vida inteira a trabalhar na área da construção civil. Vem poucas vezes a esta propriedade, mas numa dessas vezes deu de caras com um cenário de “destruição”, ao encontrar nove das suas amendoeiras vandalizadas.

“Não pode ser javali porque não há nada afocinhado nem mais estragos, o que é estranho”, confessou à VTM.

Apesar de não saber quem foi o autor deste ato de vandalismo, José tem algumas desconfianças, mas isso de nada serve. “Fui à GNR, mas como não tenho testemunhas não podem fazer nada senão aguardar que apareçam provas”.

Decidiu vir para a comunicação social para que “as

Artigo exclusivo PREMIUM

Tenha acesso ilimitado a todos os conteúdos do site e à edição semanal em formato digital.

Se já é PREMIUM,
Aceda à sua conta em

-PUB-

APOIE O NOSSO TRABALHO.
APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

Mais lidas

ÚLTIMAS

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.