Segunda-feira, 28 de Novembro de 2022

As máscaras e os embustes na política

As máscaras usam-se, legitimamente, na representação artística (teatro, circo, cinema, artes plásticas, etc.), em determinadas festividades, como o Carnaval, e nalgumas actividades de risco, como, por exemplo, em Medicina, em que os médicos e, particularmente, os cirurgiões, usam máscara, quando operam, para se proteger dos doentes. Também os doentes, com as defesas diminuídas, devido a […]

-PUB-

As máscaras usam-se, legitimamente, na representação artística (teatro, circo, cinema, artes plásticas, etc.), em determinadas festividades, como o Carnaval, e nalgumas actividades de risco, como, por exemplo, em Medicina, em que os médicos e, particularmente, os cirurgiões, usam máscara, quando operam, para se proteger dos doentes. Também os doentes, com as defesas diminuídas, devido a doenças ou em resultado de tratamentos, as usam, para se defenderem da agressão dos agentes externos (vulgo micróbios). Nestas condições, a máscara assume uma importância social, física e psicológica indiscutível. O problema surge quando a máscara é usada de forma fraudulenta, com o objectivo de enganar as pessoas, o que, infelizmente, sucede, cada vez com maior frequência. Na vida política,

Artigo exclusivo PREMIUM

Tenha acesso ilimitado a todos os conteúdos do site e à edição semanal em formato digital.

Se já é PREMIUM,
Aceda à sua conta em

Mais Lidas

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.