Domingo, 19 de Setembro de 2021

Autarcas reivindicam linha do Douro, IC 26 e projeto de navegabilidade

O Alto Douro Vinhateiro (ADV) assinalou na segunda-feira o 19.º aniversário da classificação como Património Mundial da UNESCO.

-PUB-

Em cerimónia restrita, devido à pandemia de Covid-19, Carlos Santiago, presidente da Comunidade Intermunicipal (CIM) do Douro, revelou as maiores preocupações num território que continua “esquecido”. “Se o Douro representa Portugal no mundo, com o seu vinho e o turismo, não se percebe como continua à margem da estratégia do país”, questionou, acrescentando que continua a caminhar “sozinho no combate à desertificação”.

Carlos Santiago garantiu que os autarcas “estão unidos” numa estratégia comum para o desenvolvimento da região, que reivindica há muito, junto do Governo, a reposição ferroviária entre Pocinho e Barca D’Alva, a rede fluvial com a concretização do projeto “Douro’s Inland Waterway’, e o Itinerário Complementar 26. “O Douro precisa que, nesta década, sejam

Artigo exclusivo PREMIUM

Tenha acesso ilimitado a todos os conteúdos do site e à edição semanal em formato digital.

Se já é PREMIUM,
Aceda à sua conta em

-PUB-

APOIE O NOSSO TRABALHO.
APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

Mais lidas

ÚLTIMAS

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.