Quarta-feira, 20 de Outubro de 2021
©DR

Autarquia adere à “Hora do Planeta”

Iniciativa ocorre a 27 de março e na cidade de Lamego irão desligar-se as luzes assim como os sistemas de rega de todos os jardins públicos.

-PUB-

A Câmara Municipal de Lamego volta a associar-se à “Hora do Planeta” agendada para o próximo dia 27 de março, entre as 20h30 e as 21h30. Organizada mundialmente pela organização não-governamental World Wide Fund (WWF), a ação deste ano é dedicada ao tema “A Água e as Alterações Climáticas”. Em Lamego irão desligar-se as luzes, mas também os sistemas de rega de todos os jardins municipais.

Tendo em conta os problemas das alterações climáticas e da perda de biodiversidade que assolam atualmente o nosso planeta, a Câmara Municipal de Lamego decidiu associar-se novamente ao maior movimento global pelo ambiente “Hora do Planeta”.

Nesse sentido, e durante 60 minutos, as luzes irão apagar-se em alguns dos locais mais emblemáticos da cidade, nomeadamente no edifício Paços do Concelho, no Escadório e Nossa Senhora dos Remédios, no Teatro Ribeiro Conceição e na Torre do Castelo de Lamego. A juntar a esta ação, a autarquia de Lamego decidiu introduzir este ano como novidade a suspensão de todos os sistemas de rega dos jardins municipais por um período, ininterrupto, de 24 horas.

O presidente da Câmara Municipal de Lamego, Ângelo Moura, sublinha a importância desta iniciativa simbólica: «O que está aqui em causa é a defesa do ambiente, a preservação do nosso planeta e o legado para as próximas gerações. As alterações climáticas são uma realidade e cabe-nos a nós, todos, assumir um compromisso que ajude na construção de um futuro mais sustentável. Nesse âmbito, a Câmara de Lamego decidiu aderir mais uma vez a esta iniciativa, mas desta vez com uma componente diferente: para além do desligar das luzes quisemos também marcar a diferença ao suspendermos a rega dos jardins públicos durante um dia. Será mais uma contribuição em nome do ambiente e do nosso planeta.»

A “Hora do Planeta”, um movimento anti aquecimento global organizado pela WWF, teve a sua estreia em 2007 na cidade australiana de Sidney quando 2,2 milhões de pessoas e mais de 2 mil empresas desligaram as luzes, por uma hora, como tomada de posição contra as mudanças climáticas. Criada com o objetivo de sensibilizar para a preservação ambiental e para a mudança de atitudes de todos os cidadãos, a “Hora do Planeta” é assinalada em mais de 180 países e territórios em todo o mundo.

-PUB-

APOIE O NOSSO TRABALHO. APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

Mais lidas

ÚLTIMAS

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.