Segunda-feira, 14 de Junho de 2021

Autarquia condenada a pagar 350 mil euros a vítima de fogo de artifício

A câmara de Ribeira de Pena foi condenada pelo Supremo Tribunal de justiça ao pagamento de uma indemnização, no valor de 349.312,52€, à vítima do acidente causado pelo espetáculo pirotécnico, designado por “vaca de fogo”, que ocorreu no dia 2 de agosto de 2010, no âmbito da festa de Nossa Senhora das Angústias e do Divino Salvador.

-PUB-

Em comunicado, o atual executivo, liderado por João Noronha, explicou que para “evitar a penhora iminente das contas bancárias do município” avançou com o pagamento imediato de 90 mil euros, assumindo o pagamento do restante valor em dívida através de 18 prestações mensais de cerca de 15 mil euros.

Este pagamento coloca “grandes restrições” financeiras e, por isso, a autarquia decidiu ainda vender património municipal para evitar que “vários projetos importantes para o desenvolvimento do concelho sejam adiados ou mesmo cancelados”.

Para garantir a arrecadação de receita e honrar o pagamento desta “pesada indeminização”, a autarquia vai colocar à venda as antigas escolas primárias do concelho (Azeveda, Bustelo, Cabriz, Choupica, Friúme, Melhe e Riomau) e o edifício

Artigo exclusivo PREMIUM

Tenha acesso ilimitado a todos os conteúdos do site e à edição semanal em formato digital.

Se já é PREMIUM,
Aceda à sua conta em

APOIE O NOSSO TRABALHO.
APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

Mais lidas

ÚLTIMAS

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.