Quinta-feira, 21 de Outubro de 2021

Autarquia recua e decide financiar iluminação de Natal

Ao contrário da garantia dada recentemente pela autarquia, a Associação Comercial vai receber o subsídio para a iluminação das ruas do coração da cidade na época natalícia. Se numa das primeiras medidas de contenção anunciadas a autarquia recuou, em muitas outras mantém-se firme.

-PUB-

Confrontada pela Associação Comercial e Industrial de Vila Real (ACIVR), a Câmara Municipal recuou na decisão de não financiar este ano a iluminação de Natal, atribuindo assim subsídio de 15 mil euros para a decoração de uma pequena parte do centro histórico.

“Reuni na sexta-feira (dia 19) com a Associação Comercial que me apresentou as suas razões sobre a necessidade para iluminar pelo menos uma pequena parte do centro histórico”, explicou Manuel Martins, presidente da Câmara Municipal.

Segundo o autarca, foi preciso “estudar internamente” se haveria uma “folga” nos cofres do Município, tendo sido disponibilizado um orçamento de 15 mil euros para a iluminação, um subsídio que foi ontem aprovado em reunião do executivo municipal.

O autarca reconhece que “é um apoio pequeno”, mas ao menos “a cidade não ficará às escuras”, sendo de sublinhar que será também da responsabilidade da Câmara o pagamento da factura eléctrica.

Ainda no dia 18, um dia antes da reunião com a ACIVR, em declarações ao Nosso Jornal, Manuel Martins tinha renovado a garantia de que o cancelamento do subsídio para a iluminação do centro histórico seria uma das medidas de poupança da autarquia.

De recordar que, já no ano passado o valor entregue à Associação para a iluminação sofreu uma redução de mais de 50 por cento relativamente ao Natal de 2008, passando assim de 42 mil euros para 20 mil, tendo sido por isso reduzido o número de luzes em algumas ruas e outras ficaram mesmo sem qualquer iluminação natalícia.

Além dos tão ambicionados pontos de luz, o presidente da ACIVR, José Ricardo, revelou já que será feito um esforço adicional para a animação das ruas do centro histórico na época natalícia. Assim, além da habitual movimento de pais natais a distribuírem brindes e a música, a associação comercial vai voltar a pedir aos comerciantes que enfeitem a entrada das suas lojas com tapetes vermelhos e pinheiros, como aconteceu pela primeira vez no ano passado.

Mais, para chamar ainda mais pessoas ao centro da cidade, a ACIVR está a preparar uma feira de produtos regionais e um presépio vivo.

Do plano de contenção financeira vila-realense fazem parte outras medidas, nomeadamente a suspensão os novos investimentos que não estejam já abrangidos por apoios comunitários, a diminuição em 25 por cento nos subsídios a colectividades desportivas e culturais, revisão do contrato de concessão dos Transportes Urbanos de Vila Real, a redução da programação cultural, a não realização do Circuito Automóvel 2011 e a eliminação do fogo-de-artifício nas Festas da Cidade, entre muitas outras, mais ou menos visíveis aos olhos e aos bolsos dos vila-realenses.

-PUB-

APOIE O NOSSO TRABALHO. APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

Mais lidas

ÚLTIMAS

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.