Sexta-feira, 17 de Setembro de 2021
© DR

Autárquicas: Mário Sousa Pinto lidera movimento independente a Mesão Frio

Mário Sousa Pinto encabeça a candidatura independente do “Movimento Mais Mesão Frio” afirmando que “é a única alternativa” ao poder vigente na câmara nesta altura de mudança de ciclo pela impossibilidade de o atual presidente se recandidatar.

-PUB-

“A candidatura do grupo de cidadãos eleitores ‘Movimento Mais Mesão Frio’ é a única alternativa ao poder vigente em Mesão Frio, nesta mudança de ciclo que cessa com a impossibilidade de o ainda presidente se recandidatar”, afirmou Mário Sousa Pinto.

O presidente da câmara, Alberto Pereira (PS), atingiu o limite de três mandatos e não se pode recandidatar.

“O meu desempenho político, quer na oposição até 2009 quer como vereador e vice-presidente entre 2009 e 2013, dá aos cidadãos de Mesão Frio a garantia de uma governação pela positiva, com responsabilidade, com o respeito que tem notoriamente faltado nestes dois últimos mandatos, e com a capacidade de fazer diferente e fazer melhor”, frisou.

Mário Sousa Pinto, de 55 anos, é gestor e consultor de empresas, foi presidente da concelhia socialista de Mesão Frio e, em 2009, assumiu o cargo de vereador e vice-presidente eleito pelo PS.

Após um interregno de quatro anos, em 2017 foi candidato pelo Bloco de Esquerda à Câmara de Mesão Frio e, em 2021, concorre por um movimento independente.

“Ser autarca é fazer o melhor por todos os munícipes, promover oportunidades para todos por igual e ser o garante da democracia e da liberdade de opinião e de participação cívica e sobretudo do respeito pelas opiniões e opções diferentes”, afirmou.

Acrescentou que “ser autarca é saber ser representante da população na governação dos seus anseios e necessidades e não agir de forma prepotente, condicionando e ameaçando quem pensa e defende soluções diferentes”.

Com esta candidatura, Mário Sousa Pinto diz que é possível “assegurar um capaz e eficiente ‘Mais Mesão Frio’” e assegurou que este movimento junta “pessoas de diversos quadrantes políticos, pessoas com experiência política e pessoas que querem participar pela primeira vez num projeto de governação autárquica”.

O candidato à Assembleia Municipal pelo “Movimento Mais Mesão Frio” é Carlos Miranda.

Em 2017 o PS obteve 1.700 votos e conquistou quatro mandatos e o PSD, com 562 votos, ganhou um. O BE conseguiu 353 votos, o CDS-PP 27 e a CDU 26.

Em Mesão Frio, as eleições autárquicas de 26 de setembro vão ser disputadas ainda pelo atual vice-presidente, Paulo Silva, que se candidata pelo PS, por António Teixeira, que encabeça a coligação PSD-CDS/PP e João Monteiro pela CDU. O concelho tem inscritos 3.608 eleitores.

-PUB-

APOIE O NOSSO TRABALHO.
APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

Mais lidas

ÚLTIMAS

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.