Segunda-feira, 18 de Outubro de 2021

Agostinho Chaves

445 NOTÍCIAS

PREMIUM

Pessoas mais velhas

Antes, não havia qualquer dúvida quanto à identificação das caraterísticas das pessoas mais velhas na sociedade portuguesa, aliás como acontecia também noutros países, noutras civilizações. Em algumas destas (por exemplo, no Japão, na China, na Índia) as pessoas velhas, tidas como velhas, nomeadas como velhas, eram um manancial de sabedoria, fontes de consulta, os seus conselhos eram brisas que faziam os novos tempos seguir o seu caminho sem grandes turbulências.

PREMIUM

“Deixa-andar” que dói

Em Campo de Jales, continuam as expectativas de que seja brevemente recuperada a extração de ouro que, ao que dizem, existe ainda em grande quantidade no subsolo daquele local. Ao que parece, a extração de antigamente foi feita mais à superfície. A novidade é agora a de saber ir buscar o minério mais a fundo. Mas há um contrapeso: a oscilação flutuante do preço desta preciosa matéria-prima. O receio de que, afinal, o ouro não seja tão rentável como isso sobrepõe-se à confiança na valorização que a sua extração poderia causar: nas famílias, no emprego, no turismo, na economia e no ego das pessoas.

PREMIUM

O futuro não existe?

O futuro está a chegar antes de tempo? Leio num jornal generalista dito “de referência”: “Jornalismo: chegou o futuro”. Curiosa esta frase em que o futuro já está no meio de nós, como o Senhor. Pelos vistos, já não tem lógica “O futuro a Deus pertence”, porque, afinal, já pertence a nós todos, mesmo antes de chegar. Outras frases não menos interessantes: “Saudades do futuro” (na filosofia das canções) ou “Para memória futura” (nos tribunais).

PREMIUM

O risco e a tranquilidade

Os portugueses têm uma origem, uma formação, uma cultura. Por isso mesmo, possuem uma maneira de ser e de estar, de sentir e de fazer. Os portugueses, em geral, têm fé. E esperança. Acreditam que o mundo de hoje não será igual ao de amanhã, como não se pode comparar ao de ontem. Amanhã é outro dia, com outras circunstâncias.

PREMIUM

Eleitorado escolheu a continuidade

Quando muitos aguardavam o momento de crucificar as empresas e entidades que levaram a cabo a feitura de sondagens, eis que, conhecidos os resultados eleitorais, se confirmaram as previsões e projeções por elas avançadas: a coligação “PàF” “Portugal à Frente” (PSD+CDS) venceu as eleições, com 38,48%, situando-se o Partido Socialista em segundo lugar, com 32,38%. A jovialidade do Bloco de Esquerda levou de vencida a mais circunspecta CDU, roubando-lhe o terceiro lugar

PREMIUM

A malinha de mão

Os homens não entendem, mas as mulheres sabem bem para que lhes serve uma malinha de mão. Como é evidente, serve para nela colocarem os objetos que lhes são necessários para o dia-a-dia, ainda que muitos deles ali permaneçam meses e meses seguidos sem que tenham algum tipo de utilização.

PREMIUM

A alegria e o luto

Uma procissão é uma atitude que deve ser entendida e envolvida por respeito e contenção.

PREMIUM

Os dias da Joana

1- Na sociedade atual há um paradoxo evidente no que concerne ao conceito de democracia. No sentido tradicional do termo, a democracia é uma forma de participação coletiva, através da qual são ouvidas todas as partes e a decisão é tomada de acordo com a opinião da maioria. Todavia, nos dias de hoje, a maior reivindicação em torno da atitude democrática pretende que as decisões sejam tomadas de acordo com a opinião das minorias.

PREMIUM

A consistência da qualidade na eficácia do voto

“A Voz de Trás os Montes” publicou, na edição da semana passada, um trabalho que deu a conhecer a constituição das listas candidatas às eleições legislativas que vão ter lugar no dia 4 de outubro, nos dois círculos eleitorais transmontanos.

Direitos das pessoas deficientes salientados pelo bispo D. Amândio Tomás

Na manhã do dia 21 de agosto, foi inaugurado mais um equipamento social, em Vila Pouca de Aguiar, fruto da colaboração entre a autarquia municipal, a paróquia e o Centro Regional de Segurança Social.

Inaugurada loja interativa de turismo de Pedras Salgadas

Num fim de semana em que Pedras Salgadas se animou extraordinariamente, para além da “Feira do Mel e do Artesanato”, houve lugar a duas inaugurações que contaram com a presença de um membro do governo.

PREMIUM

Gente metediça

Um amigo fez-me chegar uma fotografia em que se vê uma extensa fila de pessoas, em determinada rua da parte histórica lisboeta, a qual ali se alinhava, supostamente, para obter uma refeição oferecida por uma qualquer entidade de combate à pobreza. E acrescentava, vertendo críticas sobre o governo atual: “Vê lá bem no que o nosso país se está a transformar. Tanta gente na bicha para poder arrecadar uma sopa, combatendo a fome que grassa”.

A beleza única de um percurso que é preciso aprimorar

Como “A Voz de Trás-os-Montes” em tempos referiu, um trecho da Estrada Nacional 222 (que liga Vila Nova de Gaia a Vila Nova de Foz Coa) foi considerado, por peritos internacionais, “A melhor do mundo para conduzir”: o seu trajeto entre Peso da Régua e Pinhão.

PREMIUM

Considerações sobre os acordos

Quando se fala num acordo fala-se em mais do que uma posição. Essas múltiplas posições devem convergir num postulado único, de interesse comum.

PREMIUM

Francisco: palavras diferentes, intenções novas

A recente publicação da encíclica “Laudato si” (“Louvado sejas”, numa evocação de S. Francisco de Assis) só não chamou mais a atenção do mundo porque o mundo já se está a habituar às tomadas de posição corajosas do Papa Francisco I.

Aguiar Branco inaugurou novos equipamentos

O Ministro da Defesa, Aguiar Branco, esteve em Vila Pouca de Aguiar, na segunda-feira, dia 22 de junho (Dia do Município e, como tal, data de feriado). Veio presidir à inauguração dos novos equipamentos turísticos da zona do Alvão, nomeadamente a requalificação do espaço da Barragem da Falperra e o complexo do Alvão (“Aldeia castreja” e “Parque de campismo”). Foi neste espaço que possui uma grande variedade de serviços de lazer, restauração e alojamento que decorreu uma sessão oficial em que o ministro tomou parte, tomando assento na mesa em que o ladearam o presidente da Câmara Municipal aguiarense, o presidente da Assembleia Municipal e o presidente da Junta de Freguesia do Alvão.

PREMIUM

Ponto por ponto

1 - Madre Teresa de Calcutá vai ser santificada em 2016. A única questão que se coloca é: porquê tão tardiamente? E, já agora, porque têm sido levantadas dificuldades quanto à data em que essa santificação irá acontecer?

As mudanças que afirmam o seu testemunho

Estamos a dois anos da grande celebração que vai fazer de Fátima, mais uma vez, a capital e o grande momento da vida religiosa de matriz católica, especialmente a do culto mariano. Com efeito, foi em 13 de maio de 1917 que a Virgem Maria surgiu aos três pastorinhos, na Cova de Iria. Na mesma data de 2017 deverá estar no mesmo lugar o Papa Francisco que, depois de Paulo VI e João Paulo II, visitará oficialmente Portugal.