Sábado, 31 de Julho de 2021

Azibo acolhe Mercado de Produtos da Terra

Mostrar a excelência dos produtos locais aos turistas que escolhem a Praia da Ribeira para passar o dia é o mote para o Mercado de Produtos da Terra que, de 15 em 15 dias, ruma de Macedo de Cavaleiros para a Albufeira do Azibo.

-PUB-

“A ideia foi do nosso gabinete de empreendedorismo que pensou numa oportunidade de os nossos produtores e artesãos escoarem os seus produtos numa época como o verão, em que recebemos muitos turistas”, explicou, à VTM, Rui Vilarinho, vereador da câmara de Macedo de Cavaleiros.

Ao contrário do que aconteceu na primeira edição, em que o mercado se realizava apenas no Parque Municipal de Exposições, este ano o evento realiza-se também, e de forma alternada, no Azibo, uma ideia que agrada aos produtores.

“Hoje trouxe pão, bolas de azeite, mimosas e filhós”, conta Angélica Pedro. “Acho que foi uma boa iniciativa”, ainda que o negócio corra “melhor quando é em Macedo porque as pessoas não estão à espera de nos ver aqui, mas acabam sempre por comprar qualquer coisinha”.

Mais à frente, noutra banca, e à sombra porque o dia estava bem quente, encontrámos Luciano Peredo, produtor de mel, para quem a vinda do mercado para o Azibo “permite-nos mostrar os nossos produtos a quem vem de fora. Se fosse sempre em Macedo não chegávamos a tanta gente”.

“O negócio em si está mau, por causa da pandemia, porque se não há gente, não há comércio nem vendas”, salienta, acrescentando que “muitas pessoas ficam surpreendidas

Artigo exclusivo PREMIUM

Tenha acesso ilimitado a todos os conteúdos do site e à edição semanal em formato digital.

Se já é PREMIUM,
Aceda à sua conta em

-PUB-

APOIE O NOSSO TRABALHO.
APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

Mais lidas

ÚLTIMAS

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.