Sábado, 31 de Julho de 2021

BE diz que compete à câmara resolver o problema dos peixes mortos no Corgo

Depois de terem aparecido vários peixes mortos no rio Corgo, aos quais “se juntam as repetidas observações de espuma, alteração da cor e odor desagradável”, o Bloco de Esquerda de Vila Real recorda que a Brigada de Ambiente da GNR (SEPNA) está alertada para este facto, mas “não tem apurado quais os responsáveis pelas descargas ilegais”. 

-PUB-

O BE afirma que muitas habitações “não estão ligadas aos emissários que drenam esses esgotos, lançando os efluentes diretamente para o rio, tendo havido indicações que tal aparentemente acontece igualmente com oficinas que lançam os respetivos hidrocarbonetos”.

De acordo com os bloquistas este “é um assunto que compete à autarquia diagnosticar e resolver”, mostrando-se ainda preocupados com a saúde pública. “É necessário interditar possíveis banhistas para se refrescarem nestas águas”. 

Além disso, recorda que que os lixiviados tóxicos do aterro municipal “são drenados para a Ribeira de Paúlos, um pequeno afluente do Corgo, produzindo também efeitos negativos consideráveis pelo que as entidades responsáveis deveriam atuar, até porque é patente o descontentamento dos moradores”.

AUTARQUIA PEDE AJUDA 

Entretanto, a Câmara

Artigo exclusivo PREMIUM

Tenha acesso ilimitado a todos os conteúdos do site e à edição semanal em formato digital.

Se já é PREMIUM,
Aceda à sua conta em

-PUB-

APOIE O NOSSO TRABALHO.
APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

Mais lidas

ÚLTIMAS

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.