Quarta-feira, 8 de Dezembro de 2021

Cães mortos por envenenamento

Em Rio Torto, três cães foram encontrados mortos, por suspeita de envenenamento, num curto espaço de tempo, situação que tem sido recorrente na freguesia. Denúncia foi feita à GNR

-PUB-
Black, um dos cães encontrado morto, tinha sido resgatado da rua com ferimentos de armadilha de javali e adotado recentemente.
Black, um dos cães encontrado morto, tinha sido resgatado da rua com ferimentos de armadilha de javali e adotado recentemente.

Em abril, e depois de ter sido resgatado da rua com ferimentos de armadilha para javali e tratado pela associação Anivalpaços com a ajuda da Plataforma Animal, Black foi acolhido e posteriormente adotado por uma família em Rio Torto, que ainda recebeu na sua casa em FAT (família de acolhimento temporário), Ronaldo. 

Algumas semanas depois, em junho, os dois animais e mais uma cadela que, apesar de estar abandonada, era alimentada pela mesma família, foram encontrados mortos, vítimas de envenenamento, depois de alguns dias desaparecidos. “A cadela foi a primeira a aparecer, o Ronaldo chegou a casa ao final da tarde do dia do desaparecimento a espumar. A FAT ainda tentou tratá-lo, mas acabou por morrer uns dias depois”, conta Francelina Amaro, da Anivalpaços que, sem saber de Black fez um apelo na página da associação. O animal acabaria por aparecer quatro dias depois, também morto, no meio de um silvado, com sinais de

Artigo exclusivo PREMIUM

Tenha acesso ilimitado a todos os conteúdos do site e à edição semanal em formato digital.

Se já é PREMIUM,
Aceda à sua conta em

-PUB-

APOIE O NOSSO TRABALHO. APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

Mais lidas

A Imprensa livre é um dos pilares da democracia

Nota da Administração do Jornal A Voz de Trás-os-Montes

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.