Segunda-feira, 2 de Agosto de 2021

Candidatura relançada

Vilafranquense, 0 | Chaves, 1

-PUB-

O Chaves foi a Rio Maior, casa emprestada do Vilafranquense enquanto o Estádio do Cevadouro não reúne condições para as competições profissionais, vencer o conjunto ribatejano com o único golo do encontro a ser apontado por Batxi.

Com a conjuntura dos resultados da ronda, os transmontanos relançam a sua candidatura a um lugar no pódio.

Em jogo de grande importância para as duas equipas, por razões diferentes, os transmontanos entraram com sinal mais, criando a primeira situação de perigo aos 16’, num remate de Guedes para defesa de Tiago Martins.

Artigo exclusivo PREMIUM

Tenha acesso ilimitado a todos os conteúdos do site e à edição semanal em formato digital.

Se já é PREMIUM,
Aceda à sua conta em

A fotografia dos primeiros 15 minutos reproduziu integralmente aquilo que foi a primeira parte. Os transmontanos assumiram o jogo, tiveram a iniciativa diante de um Vilafranquense que procurou jogar na transição e explorar os erros do adversário.
Apesar deste domínio, a verdade é que as oportunidades de golo foram escassas.

Os ribatejanos, numa das poucas vezes que se acercaram do último reduto flaviense, dispuseram de uma soberana oportunidade por André Claro, que apareceu na grande área, completamente solto, mas não conseguiu cabecear para a baliza. A primeira parte chegou ao fim sem deixar muitas saudades.

Os transmontanos entraram mais determinados no regresso das cabines, com Wellington (49’), depois de um bom lance individual, a rematar ao lado. Numa fase em que os flavienses estavam mais pressionantes, surgiu o golo por Batxi num remate de primeira a concluir um belo cruzamento de João Reis, depois de bom trabalho de Benny.
A perder, a formação ribatejana subiu no terreno, começando a criar problemas. Para isso muito contribuíram as entradas de Kady, Fortes e Vítor Bruno, que trouxeram outra dinâmica e também o recuo dos flavienses que sentiam dificuldades em sair para o ataque.

Apesar deste ascendente dos locais, Paulo Vítor teve uma noite tranquila. Para os últimos minutos, Vítor Campelos reforçou o eixo defensivo com a entrada de Bura para fechar a porta ao previsível chuveirinho da equipa da casa e garantir um precioso triunfo.


COMENTÁRIOS

Carlos Pinto, Treinador do Vilafranquense

“Todos os jogos são difíceis, mas houve uma clara evolução desta equipa. Primeira parte equilibrada. Na segunda parte, o Chaves teve uma entrada muito forte e acabou por chegar ao golo. Depois tivemos uma boa reação, mas não conseguimos chegar à igualdade embora o pudéssemos ter conseguido. Queremos a manutenção e estou confiante”.

Vítor Campelo, Treinador do Chaves

“Vitória justa. Um jogo extremamente difícil como serão os jogos até ao final. As equipas vão vender muito caro os pontos. Entramos muito fortes na segunda parte, acabando por chegar ao golo. Depois devíamos estar mais com bola e controlar o jogo de outra forma. Os jogadores têm que ser a extensão da região, deixar tudo em campo. Ainda faltam nove jogos e no final fazemos as contas”.


DESTAQUE

BATXI NO LUGAR CERTO

A primeira parte não lhe correu de feição, com algumas precipitações e decisões erradas. Melhorou após o intervalo, e o jovem produto da formação flaviense estava no lugar certo para marcar o único golo do encontro, num excelente remate de primeira que relança a equipa nas contas da promoção. Foi decisivo.


FICHA DE JOGO

Jogo no Estádio Municipal de Rio Maior (Rio Maior)
Árbitro: Dinis Gorjão (AF Setúbal)
Auxiliares: Nuno Pires e André Costa

VILAFRANQUENSE: Tiago Martins (Maringá, 45’); Marcos Vinícius, Diogo Coelho ©, Veiga (Kady, 58’), Gonçalo, Jefferson, Diogo Izata (Fortes, 64’), Diogo Pinto (Vítor Bruno, 58’), Leonardo, André Dias (Vitinho, 70’), André Claro
Treinador: Carlos Pinto

CHAVES: Paulo Vítor; João Correia, Vasco Fernandes, Rocha©, João Reis, Nuno Coelho, Benny (Bura, 83’), João Teixeira (Zé Tiago, 78’), Batxi, Guedes (Juninho, 83’), Wellington (Niltinho, 90’)
Treinador: Vítor Campelos

Ao intervalo: 0 – 0
Marcadores: Batxi (52’)
Cartões amarelos: Gonçalo (30’), Diogo Izata (45+1’), Jefferson (47’), Kady (59’), João Teixeira (76’), André Claro (79’); João Reis (84’)

-PUB-

APOIE O NOSSO TRABALHO.
APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

Mais lidas

ÚLTIMAS

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.