Sexta-feira, 2 de Dezembro de 2022
0,00 EUR

Nenhum produto no carrinho.

Carros clássicos invadiram o “Careto AirShow”

O Aero Clube de Bragança organizou dia 2 de julho de 2022 o seu habitual “Careto AirShow”, festival aéreo que tem o nome dos tradicionais mascarados das Festas de Inverno do Nordeste Transmontano.

-PUB-

O “Careto Airshow” regressou aos céus de Bragança, permitindo à comunidade um contato mais direto com os aviões.

Para além do festival aéreo, o “Careto AirShow” contou, mais uma vez, com um Road-In Vintage, coorganizado pelo Aero Clube de Bragança e o Grupo Nordeste Clássicos, com automóveis antigos e algumas motos vintage.

A concentração teve início no Castelo de Bragança às 10h00, com os participantes a terem, de seguida, a oportunidade de “passear a beleza das suas antiguidades e raridades clássicas pelas ruas e avenidas da cidade, percorrendo um circuito turístico até ao aeródromo de Bragança, onde tiraram algumas fotos com os aviões”, explica a organização.

Depois do almoço, que decorreu no hangar do aeródromo, “o convívio continuou com muita animação, exposição e certificação de veículos clássicos, no Museu do Caramulo, e espetáculos de acrobacia aérea diversos. À noite houve uma foi festa dos anos 80”.

Questionado sobre as atracões dos diferentes veículos clássicos que marcaram destaque no evento, Bruno Miranda, do Grupo Nordeste Clássicos, revela que “há alguns automóveis antigos e raros, outros míticos e valiosos. De destacar um raríssimo e antigo FIAT Ballila Spider de 1933,um emblemático Lancia Flamínia que pertenceu à princesa do Mónaco, Grace Kelly, os carros antigos da PSP e dos Bombeiros de Bragança, uns magníficos e valiosos Porsche 356 cabrio e Mercedes 290 SL, alguns carros americanos Lincoln V12, Mustang Mach One, Lincon Continental e muitos outros míticos e populares carros e motos da época”.

A edição deste ano do “Careto AirShow” contou com mais de 10 mil pessoas na assistência, 160 automóveis antigos, motos e aviões para todos os gostos.

-PUB-

APOIE O NOSSO TRABALHO. APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

COMENTAR FACEBOOK

Mais lidas

A Imprensa livre é um dos pilares da democracia

Nota da Administração do Jornal A Voz de Trás-os-Montes

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.