Domingo, 13 de Junho de 2021

Casa Assombrada

O Desportivo de Chaves e Vilafranquense não foram além de um empate a zero, com os transmontanos a desperdiçarem a oportunidade de, pelo menos durante um dia, dormirem na liderança da classificação. 

-PUB-

Com este empate, sobe para sete, em doze possíveis, os pontos que os flavienses desbaratam na condição de visitados, pelo que o Municipal de Chaves se está a transformar numa espécie de casa assombrada.

Os transmontanos começaram por tomar conta do encontro, embora a criatividade não abundasse. Do outro lado, estava um Vilafranquense a jogar num bloco médio-baixo, que nunca deixou de procurar as redes contrárias, mas onde a primeira preocupação era evitar as investidas à sua área. 

Perante este cenário, foi necessário esperar até ao minuto 35 para ver uma real situação de golo, com João Teixeira a rematar à entrada da área para boa defesa de Maringá para canto. Volvidos sete minutos (42’), o mesmo

Artigo exclusivo PREMIUM

Tenha acesso ilimitado a todos os conteúdos do site e à edição semanal em formato digital.

Se já é PREMIUM,
Aceda à sua conta em

APOIE O NOSSO TRABALHO.
APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

Mais lidas

ÚLTIMAS

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.