Terça-feira, 17 de Maio de 2022
Barroso da Fonte
Escritor e Jornalista. Colunista n'A Voz de Trás-os-Montes

Centenários transmontanos

É possível que haja mais e mais importantes. Mas dois dizem-me muito. E talvez sirvam para recordar algo, a alguns leitores.

-PUB-

Um deles tem a ver com o centenário do nascimento de Adriano Moreira. O dia será 6 de setembro de 2022. Grijó, do concelho de Macedo de Cavaleiros, foi o lugar histórico para berço deste enorme cientista Transmontano. Doutorado em Ciências Sociais e Políticas pelo Instituto Superior de Ciências Sociais e Políticas, e também Doutor em Direito pela Universidade Complutense de Madrid, Doutor Honoris Causa pelas universidades da: Beira Interior, Aberta, Manaus, S. Paulo, Bahia, Brasília e Rio de Janeiro. Prof. Catedrático em seis universidades portuguesas e brasileiras. Presidente da Academia e do Conselho Nacional de Ciências de Lisboa… Mais de duas dezenas de livros, de prefácios, de sócio de inúmeras Instituições culturais e científicas. Doou o seu volumoso espolio à Biblioteca de Bragança, é sócio fundador da Academia de Letras. Foi Ministro do Ultramar, Deputado e vice-Presidente da Assembleia da República entre 1991-1995. Em novembro último perguntei à UTAD, na imprensa onde colaboro, que prenda teria para oferecer a Miguel Torga que era o destinatário do Prémio Nobel da Literatura, se não tivesse morrido pouco antes, e idêntico prémio teria destinado a Adriano Moreira no dia do seu centésimo aniversário. Espero pelo dia seis de setembro para ver.

O outro centenário ocorre dia 20 de abril próximo, pela criação da Diocese de Vila Real. Uma das valências da Diocese foi a reconstrução do Convento de Santa Clara, transformado em Seminário. Foi o primeiro Instituto de Ensino Superior do Distrito de Vila Real. Por ele passaram 2316 alunos dos catorze concelhos. Cerca de centena e meia concluiu o curso superior de Teologia. A maior parte paroquiou as freguesias dos 14 concelhos. Outros obtiveram licenciaturas ajustadas ao ensino, outros foram capelães militares no Ultramar. Dos alunos, mesmo que tenham desistido, às portas da Teologia, singraram na vida pública ou privada. E eu que lá estive dez anos, posso garantir que nunca, por nunca, ao nível discente se constou caso algum de pedofilia ou coisa parecida. Chegou a constituir-se uma Associação de Antigos Alunos, que reúne anualmente.

Tivemos todos a honra de ver chegar a Bispo e a Cardeal: o D. António Marto e a Bispos o D. Gilberto Canavarro Reis e o D. Amândio Tomás. Neles todos nos revemos. Gostarei de ver, no terceiro sábado de maio, a Direção da AAASVR, a maior parte dos ex-alunos, com todos eles, em louvor dos cem anos da Diocese.

Mais Lidas

Homem encontrado morto em casa

Homem morre afogado em Valdanta

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.