Terça-feira, 29 de Novembro de 2022

Centro Interpretativo Mineiro de Jales abre portas no sábado

A inauguração marcará o início de um caminho de preservação da memória e de valorização patrimonial e turística das afamadas minas de Jales

-PUB-

O Centro Interpretativo Mineiro de Jales abre portas no próximo sábado, pelas 15 horas. De acordo com Ana Rita Dias, vice-presidente do município de Vila Pouca de Aguiar, este equipamento reveste-se de particular importância pelo facto de “o desenvolvimento desta região, associado à extração do minério, são valores que ficaram muito enraizados naquela cultural local”.

Assim sendo, o objetivo passa por “valorizar esse património e essas memórias”. Nesse sentido, “a parte museológica do Centro Interpretativo foi criada com a colaboração dos mineiros de Jales. Foram eles que facilitaram os materiais, que disseram como se fazia a exploração, como faziam as refeições e os convívios entre eles. Portanto, tudo aquilo que se passava dentro da galeria foi relatado e estudado pelos próprios mineiros de Jales. Fazem parte deste projeto”, frisou a vice-presidente.

Relativamente “àqueles que já não se encontram entre nós, foram os familiares que colaboraram e ajudaram”. A este propósito, Ana Rita Dias destacou a importância do projeto “para chamar outras gentes e parceiros que tiveram minas para reviverem um bocadinho do passado com essas memórias que tão vinculadas estão no Centro Interpretativo”.

No próximo sábado, dia 19, “contamos que estejam (na inauguração) grande parte dos mineiros, das suas famílias e dos residentes para revivermos um bocadinho do passado e ouvir as histórias da própria boca deles. Será a inauguração daquilo que é deles e, portanto, será um momento muito interessante”, reiterou a vice-presidente.

O Centro Interpretativo resulta de uma candidatura lançada em 2020 pela Associação de Desenvolvimento Integrado das Terras de Jales (AOURO), com o apoio da Câmara Municipal aguiarense, aprovada pelo Turismo de Portugal no âmbito da linha de valorização turística do Interior.

O equipamento a inaugurar representa um investimento de mais de 550 mil euros, comparticipado, em parte, pelo programa “Valorizar”. Recorde-se que as minas de Jales foram as últimas de onde se extraiu ouro em Portugal. Fecharam portas em outubro de 1992. O início da exploração data do século I.

-PUB-

APOIE O NOSSO TRABALHO. APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

COMENTAR FACEBOOK

Mais lidas

A Imprensa livre é um dos pilares da democracia

Nota da Administração do Jornal A Voz de Trás-os-Montes

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.