Sexta-feira, 26 de Novembro de 2021

Centro Social de Nossa Senhora do Extremo entregou 60 cabazes de Natal

A Campanha de recolha de alimentos “Ajude-nos a Ajudar”, promovida pelo Centro Social Nossa Senhora do Extremo, em parceria com o Agrupamento de Escolas de Vila Pouca de Aguiar, realizou-se pelo oitavo ano consecutivo.

-PUB-

À semelhança de anos anteriores, a recolha decorreu durante três semanas nos estabelecimentos comerciais de bens alimentares do concelho. 

Embora os aguiarenses continuem a demonstrar um grande espírito de solidariedade, este ano foi necessário alargar a recolha ao concelho de Vila Real. Este esforço acrescido, dos alunos da disciplina de Educação Moral Religiosa e Católica, respetivos professores e colaboradores do Centro Social valeu a pena, pois conseguiu-se uma maior quantidade de alimentos, cerca de três toneladas, o que permitiu que cada cabaz fosse ainda mais recheado. Os cabazes foram elaborados de acordo com o número de elementos do respetivo agregado familiar, sendo que, por exemplo, uma família de quatro elementos recebeu: 12kg de arroz, 13 pacotes de massa variada, 8 pacotes de esparguete, 1 garrafa de azeite, 2 garrafas de óleo, 1 kg de açúcar, 1 kg de farinha, 3 latas de feijão, 4 latas de salsichas, 5 enlatados (atum e/ou sardinha), 12 litros de leite, 3 packs de bolachas, 2 pacotes de bolachas individuais, 3 pacotes de cereais e, como não poderia deixar de ser, dois pacotes de aletria. 

A entrega dos cabazes realizou-se na semana passada na sede do Agrupamento de Escolas de Vila Pouca de Aguiar. As cerca de 60 famílias contempladas foram selecionadas pelo Núcleo Local de Inserção, do qual fazem parte um grupo de entidades que conhecem a realidade local e as necessidades das pessoas.

Destaca-se ainda, no momento da entrega dos cabazes, as intervenções do presidente da Instituição CSNSE, Borges Machado, e do diretor da Escola Professor, José Teixeira, que explicaram aos presentes todo o processo que envolve esta campanha, deixando votos de festas felizes a todas as famílias. 

-PUB-

APOIE O NOSSO TRABALHO. APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

Mais lidas

A Imprensa livre é um dos pilares da democracia

Nota da Administração do Jornal A Voz de Trás-os-Montes

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.