Segunda-feira, 2 de Agosto de 2021

CLDS 4G promove aulas de português para comunidade imigrante

A Cáritas Diocesana de Vila Real, no âmbito do Projeto Contratos Locais de Desenvolvimento Social de 4ª Geração (CLDS4G), com o apoio da plataforma Speak, levou a cabo um conjunto de sessões destinadas à comunidade migrante, num total de 15 horas. 

-PUB-

O Programa Speak é também um projeto de inclusão social e pretende integrar migrantes através do ensino de línguas. Em virtude da pandemia atual, houve necessidade de adaptar o modelo das aulas em formato totalmente online, conferindo o acesso gratuito a todas as pessoas imigrantes e refugiadas. 

O CLDS 4G no seu Plano de Ação Intervenção Familiar e Parental Preventiva da Pobreza Infantil, mais especificamente na sua ação 9 “Apoio Familiar”, intervém e acompanha famílias imigrantes. A experiência na intervenção social diz-nos que a língua é a primeira barreira à integração, seja social, seja profissional.

Precisam de comunicar diariamente quer no acesso a bens e serviços, quer na procura ativa de emprego, mas também na interação com as escolas, ou em qualquer contexto formal ou informal. Partindo deste pressuposto, e na tentativa de proporcionarmos pequenas mudanças nas pessoas acompanhadas no projeto, a plataforma Speak tornou-se um verdadeiro aliado neste processo. Por norma, os grupos intensivos de línguas decorrem em dez sessões diárias, de 90 minutos cada, de segunda a sexta-feira, normalmente com uma duração de duas semanas. 

Em comunicado, o CLDS4G refere que esta e outras atividades “tem-nos permitido quebrar estigmas, promover a igualdade e os direitos humanos, e criarmos redes de suporte informal entre os participantes do programa”, adiantando que pretendem ter “famílias mais capazes, mais adaptadas, social e profissionalmente e integradas na sociedade de uma forma plena. Juntos criamos oportunidades e vencemos a barreira linguística”.

-PUB-

APOIE O NOSSO TRABALHO.
APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

Mais lidas

ÚLTIMAS

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.