Quinta-feira, 29 de Julho de 2021

Contas e estacionamento motivam crÍticas do PSD ao executivo

Em causa está o aumento do estacionamento pago e o tempo exagerado da concessão, que passa a ser de 30 anos.
 

Rui Santos contrapõe, alegando que vai haver mais lugares de estacionamento e a autarquia vai receber pelo menos 200 mil euros por ano

-PUB-

“Uma má estratégia”. Foi desta forma que o PSD classificou a nova concessão de estacionamento na cidade, revelando que “não serve os interesses dos vila-realenses”.

O vereador da oposição, António Carvalho, lamenta que o período concessionado passe de 20 para 30 anos e que vá aumentar mais 308 lugares taxados na via pública. “A nova concessão não serve os interesse de Vila Real, não aproveita as condições existentes para apoiar o comércio local e compromete por um período de tempo exagerado as obrigações do município”.

Recorde-se que na última reunião de câmara, o executivo municipal aprovou o lançamento do novo concurso público para a concessão, exploração e fiscalização do estacionamento à superfície e subterrâneo no concelho.

Na nova

Artigo exclusivo PREMIUM

Tenha acesso ilimitado a todos os conteúdos do site e à edição semanal em formato digital.

Se já é PREMIUM,
Aceda à sua conta em

-PUB-

APOIE O NOSSO TRABALHO.
APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

Mais lidas

ÚLTIMAS

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.