Domingo, 28 de Novembro de 2021

Criado ‘call center’ para reforçar apoio os utentes

O call center é uma resposta “de reforço” para os utentes e tem como contacto o número 925262248.

-PUB-

O Agrupamento de Centros de Saúde (ACES) do Douro Norte colocou em funcionamento um ‘call center’ para reforçar o apoio aos utentes dos sete concelhos deste território. “O contacto preferencial dos utentes deverá ser a unidade de saúde onde estão inscritos, que estão também com linhas telefónicas preparadas para os atender”, afirmou hoje à agência Lusa Gabriel Martins, diretor do ACES do Douro Norte.

“Uma resposta criada para os utentes no sentido de quem tiver dificuldades em identificar a unidade de saúde a que pertence, ou tiver dificuldade na gestão dos seus sintomas, se precisar de aconselhamento ou de uma triagem médica”, sustentou.

O ‘call center’ está instalado na sede do ACES Douro 1 – Marão e Douro Norte, em Vila Real, e a linha está a ser gerida por uma equipa de médicos e, em função do volume de chamadas, pode ser reforçada.

Cerca de 100 mil utentes estão inscritos nas 12 unidades de saúde do ACES, nas Unidades de Saúde Familiar (USF) e Unidades de Cuidados de Saúde Personalizados, que estão espalhadas pelos concelhos de Alijó, Murça, Vila Real, Peso da Régua, Santa Marta de Penaguião, Sabrosa e Mesão Frio.

Segundo o ACES, com o apoio dos sete municípios foi também alargada a rede de áreas dedicadas à covid-19 (ADC – Comunidade), encontrando-se agora em funcionamento seis destas áreas em: Alijó, Murça, Vila Real, Peso da Régua, Santa Marta de Penaguião e Mesão Frio.

No entanto, o ACES apelou aos utentes que utilizem preferencialmente o atendimento telefónico, limitando o recurso presencial às situações de manifesta necessidade.

-PUB-

APOIE O NOSSO TRABALHO. APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

Mais lidas

A Imprensa livre é um dos pilares da democracia

Nota da Administração do Jornal A Voz de Trás-os-Montes

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.