Terça-feira, 15 de Junho de 2021

Cultivo de amêndoa dispara e pode ser importante no futuro

O concelho de Vila Pouca de Aguiar está a apostar na produção intensiva de amêndoa e já está a levar a cabo a plantação de cinco mil amendoeiras, perfazendo cerca de treze hectares de árvores de fruto.
 

-PUB-

O município, através do Gabinete de Apoio ao Agricultor, tem promovido sessões de esclarecimento sobre frutos secos e visitas de trabalho junto dos agricultores em todo o concelho para os esclarecer das oportunidades, dificuldades e rentabilidade das culturas, entre as quais, se encontram os frutos secos como a castanha, a amêndoa, a avelã, o pinhão ou a noz. 
Atualmente, há cerca de uma dezena de novos produtores que se estreia na produção deste fruto.
Devido à quantidade elevada de gordura que contém, a amêndoa é muito apreciada pelo sabor, versatilidade culinária e propriedades nutricionais. É rica em fibra, é proteica e uma ótima aliada na dieta por ter gordura insaturada e ajudar a reduzir a gordura abdominal.
Em Tresminas, a junta de freguesia cedeu cerca de quarenta hectares de terreno aos compartes dos baldios que administra e os produtores estão a dedicar-se à plantação de vários frutos secos. 
Valorizados no mercado nacional e internacional, os frutos secos são de fácil cultivo, mecanizáveis e rentáveis. 

APOIE O NOSSO TRABALHO.
APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

Mais lidas

ÚLTIMAS

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.