Segunda-feira, 14 de Junho de 2021

D. António Marto distinguido como membro de mérito pela Academia Portuguesa de História

Em declarações à Agência Ecclesia, o responsável católico saudou a iniciativa desta instituição, que “manifesta o empenho desta academia, a mais antiga do país, em abrir o conhecimento da História à transversalidade, numa interação dos vários saberes, também do ponto de vista cultural, teológico e espiritual, que também faz parte da história e da identidade de um povo”.

-PUB-

“Hoje também precisamos desta globalização do conhecimento, em diálogo com os vários ramos do saber, e a Igreja Católica é essencialmente uma Igreja em missão também através do diálogo com a cultura e com a história”, destacou D. António Marto.
A sessão solene da Academia Portuguesa de História decorreu no passado dia 9, no Palácio dos Lilases, em Lisboa, com a participação da ministra da Cultura, Graça Fonseca.
“Possam os estudos da nossa Academia contribuir para o humanismo integral, sempre dialogante com todas as áreas do pensamento, para que entendamos o que fizemos no tempo pretérito, mas, sobretudo, para termos consciência de quem somos hoje e o que, no futuro, queremos ser”, frisou D. António Marto, no discurso que deixou aos participantes da sessão solene.
Durante a iniciativa foram ainda acolhidas outras cinco personalidades com o grau de académicos honorários: Pedro Santana Lopes, António Miguel Forjaz Pacheco Trigueiros, José Alarcão Troni, José Bouza Serrano e Fernando Baptista.
D. António Marto passa a figurar numa lista de membros da Academia Portuguesa de História que incluía já várias figuras da Igreja Católica em Portugal, como D. Manuel Clemente, cardeal-patriarca de Lisboa; D. Francisco Senra Coelho, arcebispo de Évora; D. Carlos Azevedo, atualmente em Roma como delegado do Conselho Pontifício da Cultura; e D. António Montes, bispo emérito de Bragança-Miranda.
Na mesma senda estão nomes da sociedade civil como o de Marcelo Rebelo de Sousa, atual presidente da República Portuguesa e do professor Adriano Moreira, distinguido pelo Secretariado Nacional da Pastoral da Cultura, da Igreja Católica em Portugal, com o prémio Árvore da Vida – Padre Manuel Antunes.
António Augusto dos Santos Marto nasceu a 5 de maio de 1947, em Tronco, concelho de Chaves; e foi ordenado padre em Roma no ano de 1971, como presbítero da Diocese de Vila Real.

 

APOIE O NOSSO TRABALHO.
APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

Mais lidas

ÚLTIMAS

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.