Quarta-feira, 4 de Agosto de 2021

Desde 2015 que número de armas apreendidas não era tão elevado

Foram hoje destruídas 17.183 armas, elevando para cerca de 200 mil as armas destruídas pela PSP desde 2014.

-PUB-

Decorreu hoje, na cidade da Maia, uma ação de destruição de armas pela Polícia de Segurança Pública (PSP), no âmbito do Dia Internacional de Destruição de Armas. Durante esta ação, o ministro da Administração Interna, Eduardo Cabrita, assegurou que o número de armas entregues por cidadãos ou apreendidas corresponde a “cerca de quatro vezes mais aquele que tinha sido realizado em 2015”.

“Nos últimos anos, temos tido um crescimento muito significativo quer das entregas voluntárias, quer das apreensões”, salientou.

Na ação foram destruídas 17.183 armas, fazendo com que já tenham sido destruídas 200 mil armas pela PSP desde 2014.

Do total destruído, 7.279 foram entregues voluntariamente por cidadãos, até ao dia 3 junho, no decorrer da alteração da lei de armas aprovada pela Assembleia da República.

As armas destruídas foram declaradas como perdidas a favor do Estado no decorrer de processos-crime, processos de contraordenação ou entregas voluntárias.

-PUB-

APOIE O NOSSO TRABALHO.
APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

Mais lidas

ÚLTIMAS

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.