Sábado, 16 de Outubro de 2021
OLYMPUS DIGITAL CAMERA

Diogo Cão, 5 | Flaviense, 0

No fim-de-semana, a equipa da Diogo Cão não teve jogo do Campeonato Nacional, e assim apresentou uma equipa mais equilibrada e não deixou escapar a oportunidade de mostrar o seu potencial, perante um Flaviense que andava pelos lugares cimeiros da tabela.

-PUB-

Nos minutos iniciais, a Diogo Cão impôs muito intensidade e praticamente não deixou o Flaviense tocar no esférico. Logo aos 3’, há um cruzamento para o interior da área, onde surge Paixão a rematar, de primeira, para defesa do guarda-redes Miguel. Aos 10’, grande oportunidade para a Diogo Cão se colocar em vantagem, através de uma grande penalidade, mas Fábio Carvalho permitiu a defesa ao guardião adversário. Os lances de perigo da equipa da casa eram uma constante e os flavienses só saíam do seu reduto através da bolas paradas. Aos 36’, Fábio Carvalho faz o primeiro golo dos locais, através de um livre directo. Pouco tempo depois, Rui Daniel aumentou a vantagem, com um forte cabeceamento entre os centrais. Dois a zero, era o resultado que se verificava ao intervalo.

Para segunda metade, o técnico da casa coloca em campo mais dois jogadores Iniciados para rodar. Já o técnico da AD Flaviense fez uma alteração na tentativa de virar o resultado, mas isso não viria a acontecer, já que, aos 61’, o “carrasco” Rui Daniel bisa no jogo, com um golo pleno de oportunidade. Aos 68’, Luís Pinhão, isolado, atira ao poste e sofre uma entrada violenta do guarda-redes flaviense, sendo obrigado a sair do encontro. Quem veio a marcar novamente foi Rui Daniel, que assim assinou um «hat-trick», aos 71’. O resultado final é estabelecido ao minuto 79’, numa jogada individual de Fábio Carvalho.

Durante todo o jogo, a equipa da AD Flaviense não conseguiu sair do seu meio campo e não criou nenhuma ocasião de golo.Na equipa da casa, o destaque vai para os três golos de Rui Daniel (Iniciado) e para Fábio Carvalho que bisou na partida. Contudo, o colectivo esteve em evidência, já que não deixou jogar a turma adversária.

Arbitragem com alguns erros, mas sem influência no desfecho final.

Jogo no Campo Mão do Homem, em Escariz.

Árbitro: Rúben Pereira, de Vila Real.

Diogo Cão: Pedro (Nuno, 41’); Jaime, Carreira, Ricardo e Tiago Matos; Rui Daniel, Luís Pinhão (Simão, 69’), e Miranda; Miguel (Cunha, 41’), Fábio Carvalho e Paixão (Faria, 74’).

Suplente não utilizado: Pio.

Treinador: Luís Alvarez. Capitão: Carreira.

Flaviense: Miguel (Cláudio, 75’); Pedro, Diogo (Fábio Paz, 41’), Carriço e Paulinho; Barrigas (Daniel Rosa, 22’), Bruno Lopes (Bruno Oliveira, 71’) e Leandro; Fábio Monteiro, Andrezinho e João Paulo.

Suplentes não utilizados: André Costa e Tiago.

Treinador: Tiago Xavier. Capitão: Andrezinho.

Ao intervalo: 2-0.

Cartões amarelos: Bruno Lopes (10’), Pedro (33’), Miranda (40’) e Miguel (69’).

Cartão vermelho: Daniel Rosa (53’).

Marcadores: Fábio Carvalho (36’ e 79’) e Rui Daniel (39’, 61’ e 71’).

-PUB-

APOIE O NOSSO TRABALHO. APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

Mais lidas

ÚLTIMAS

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.