Quarta-feira, 6 de Julho de 2022

É preciso ensinar as crianças a saberem usar a televisão

O Domingo, que foi o Domingo da Ascensão, era também o «Dia das Comunicações Sociais» e mereceu uma palavra concreta do senhor Bispo na paróquia de Cotas. Cotas é uma paróquia pequenina do concelho de Alijó, situada a seguir a Castedo e confiada ao mesmo pároco. É composta de 90 famílias com 270 pessoas. Nos […]

O Domingo, que foi o Domingo da Ascensão, era também o «Dia das Comunicações Sociais» e mereceu uma palavra concreta do senhor Bispo na paróquia de Cotas.

Cotas é uma paróquia pequenina do concelho de Alijó, situada a seguir a Castedo e confiada ao mesmo pároco. É composta de 90 famílias com 270 pessoas. Nos últimos cinco anos houve 14 baptismos, 20 óbitos e 6 casamentos. As crianças frequentam a escola de Castedo.

Tem duas aldeias, a de Cota onde se encontra a igreja paroquial e Povoação, que o prelado visitou no final do dia. A igreja está muito bem conservada interior e exteriormente e o adro, com a ajuda da Câmara Municipal, foi dignamente calcetado e aberta uma outra entrada pedonal, tendo o Presidente da Câmara assistido à inauguração das obras e participado na celebração.

Depois da visita às obras, fez-se a celebração na qual o prelado explicou o sentido da Ascensão para lembrar que o Céu faz parte da nossa vida e é por isso que os Domingos, como dias de Páscoa, são janelas abertas no meio dos dias de semana. Assim como a vida da vinha não acaba na vindima, mas o verdadeiro valor do vinho só se revela depois da morte da vindima, de modo semelhante a nossa vida só termina na mesa do Pai do Céu. De resto, Jesus disse que nós somos as varas de que Ele é a cepa e o Pai é o agricultor. A Missa dos Domingos, a Confissão e a Comunhão são actos essenciais da nossa viagem humana e preparam a eternidade»

No final da Missa, demorou-se a comentar o ritmo da celebração, a boa proclamação das leituras e a necessidade de confiar aos rapazes algumas tarefas. Falou dos desafios da televisão para a educação das crianças: «não convém deixar as crianças a ver televisão horas demais, porque se tornam intelectualmente preguiçosas, inimigas dos textos escritos a preto e branco, do portu-guês e da matemática; não devem ter televisão nos quartos de dormir, nem estar ligada durante as refeições, mas conversarem com os irmãos e os pais; os pais devem ainda vigiar alguns programas, pois às vezes transmitem erros ou causam confusão nas crianças. Os trabalhos manuais com os pais em casa, no quintal, na conversa directa, valem mais que horas de televisão».

Depois de um pequeno convívio na sede da Junta, o senhor Bispo deslocou-se à aldeia de Povoação onde há uma capela com o Santíssimo Sacramento. No caminho tomou conhecimento de um grande empreendimento turístico que se estende por uma larguíssima encosta voltada para o rio Douro. Na Povoação falou ao povo do seu padroeiro, Santo André, explicou alguns símbolos ali presentes como o livro do Cordeiro do Apocalipse, lembrou a necessidade de viveram unidos e com respeito uns pelos outros, insistiu no respeito pela vida das crianças mesmo antes de nascerem, e repetiu algumas orientações pastorais.

No regresso a Vila Real, pôde experimentar uma estrada camarária aberta pelo meio das vinhas em direcção a Favaios, conhecida por a «rota do moscatel».

Foram crismados 8 jovens.

A paróquia está confiada ao P. José Pinto de Castro, pároco de Favaios, de Castedo e de Vila Chã.

-PUB-

APOIE O NOSSO TRABALHO. APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

Mais lidas

A Imprensa livre é um dos pilares da democracia

Nota da Administração do Jornal A Voz de Trás-os-Montes

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.