Sexta-feira, 1 de Julho de 2022

Emoção até ao fim

Numa linda manhã de sol, Diogo Cão e Abambres ofereceram ao público presente um bom espectáculo de futebol, onde não faltaram emoção e golos. Entrou melhor a turma de Abambres que alcançou a vantagem, por dois tentos, nos primeiros 14 minutos do encontro. Depois, a equipa da casa sentiu–se na obrigação de recuperar, conseguindo-o, ao […]

Numa linda manhã de sol, Diogo Cão e Abambres ofereceram ao público presente um bom espectáculo de futebol, onde não faltaram emoção e golos.

Entrou melhor a turma de Abambres que alcançou a vantagem, por dois tentos, nos primeiros 14 minutos do encontro. Depois, a equipa da casa sentiu–se na obrigação de recuperar, conseguindo-o, ao minuto 24, por Fábio Nunes.

No início da segunda metade, a Diogo Cão alcançaria a igualdade, para, depois, se colocar em vantagem. Os miúdos de Luís Fernando que tão boas provas tinham demonstrado, viam-se, assim, ultrapassados no marcador. A veia goleadora do António Machado fez-se sentir e, ao minuto 37, alcançou o “hat-trick” no encontro, colocando mais verdade no marcador.

Boa arbitragem.

R. Mendes

 

Jogo no Campo Mão do Homem, em Escariz.

Árbitro: Bruno Pereira, de Vila Real.

DIOGO CÃO A – Bruno; Diogo Ribeiro, Pedro Faceira, Rui Mendes, Fábio Nunes, Diogo Carvalho, Nuno Carvalho e Fábio Rodrigues.

Treinador: José Maria. Capitão: Rui Mendes.

ABAMBRES A – Pedro Lameirão; Luís Filipe, Telmo, Pedro Simão, Dylan, Cláudio, António Machado, Diogo, Rui Teixeira, João Magalhães e Miguel Ângelo.

Treinador: Luís Fernando . Capitão: Telmo.

Ao intervalo: 1-2.

Marcadores: António Machado (8’, 14’ e 37’), Fábio Nunes (24’), Rui Mendes (26’) e Nuno Carvalho (28’).

-PUB-

APOIE O NOSSO TRABALHO. APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

Mais lidas

A Imprensa livre é um dos pilares da democracia

Nota da Administração do Jornal A Voz de Trás-os-Montes

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.