Quinta-feira, 20 de Janeiro de 2022

Escola de Negócios arranca com a primeira pós-graduação

O município de Macedo de Cavaleiros inaugurou, na sexta-feira, a Escola de Negócios do Instituto Politécnico de Bragança (IPB), numa sessão que contou com a presença do secretário de Estado da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, João Sobrinho Teixeira, e do presidente do IPB, Orlando Rodrigues.

-PUB-

Simultaneamente realizou-se a Lição Inaugural da pós-graduação em Sistema de Normalização Contabilística para as Administrações Públicas (SNC-AP), proferida por Freire de Sousa, presidente da Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Norte (CCDR-N).

“Este é um momento marcante para o município de Macedo de Cavaleiros e, acreditamos, o início de uma nova fase na área da Educação e do Ensino Superior no nosso concelho”, sublinhou Benjamim Rodrigues, presidente da autarquia macedense. O autarca recorda que “esta é uma promessa eleitoral cumprida, já que a Escola de Negócios nasce com o objetivo de proporcionar às empresas e organizações da região o acesso a formações pós-graduadas e cursos breves que possibilitem, numa perspetiva inovadora, formar continuamente recursos humanos e contribuir para a criação de inovação empresarial”.

Benjamim Rodrigues está convicto que a criação desta pós-graduação, e outras que em breve vão arrancar, vai trazer uma nova dinâmica ao concelho. “Temos gente de fora que vem fazer os cursos, alunos e docentes, e tudo isso trará uma dinâmica económica que vai andar à volta deste pólo educacional”, salienta.

Do elenco de professores da pós-graduação, para além de docentes do IPB, farão parte individualidades de renome na área, como sejam: Luís Viana (UniLEO, Direção-Geral do Orçamento); Susana Jorge (Faculdade de Economia da Universidade de Coimbra), Susana Silva (Universidade do Minho, IPCA), Maria Antónia de Jesus (ISCTE-IUL) e Vítor Simões (ROC).

Resta salientar que esta pós-graduação decorre até ao próximo mês de julho, tendo-se registado uma forte adesão, traduzida em mais de 30 profissionais de várias organizações públicas da região

-PUB-

APOIE O NOSSO TRABALHO. APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

Mais lidas

A Imprensa livre é um dos pilares da democracia

Nota da Administração do Jornal A Voz de Trás-os-Montes

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.