Segunda-feira, 4 de Julho de 2022

“Falta conhecimento no combate aos incêndios florestais”

Arquitetos paisagistas e engenheiros florestais debateram o que falhou nos incêndios e dizem que é imperativo apostar na prevenção. A falta de conhecimento dos fogos e a falta de profissionais certificados é um dos fatores do insucesso no combate às chamas

O que falhou para que ocorressem tragédias como as deste ano, de incêndios de grandes dimensões, que consumiram milhares de hectares de floresta, e que levaram consigo muitas vidas, foi um dos temas em debate da conferência que juntou engenheiros florestais, alunos de engenharia e o arquiteto paisagista Henrique Pereira dos Santos, na Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro (UTAD).

António Salgueiro, um dos engenheiros florestais presentes na sessão, sublinhou que é imprescindível que “os terrenos estejam preparados para que estas calamidades não ocorram, mas isso exige que se faça mais pela proteção das pessoas” para que as entidades responsáveis se possam dedicar “melhor à proteção florestal e ao combate aos incêndios”. “Falta-nos nitidamente conhecimento no

Artigo exclusivo PREMIUM

Tenha acesso ilimitado a todos os conteúdos do site e à edição semanal em formato digital.

Se já é PREMIUM,
Aceda à sua conta em

-PUB-

APOIE O NOSSO TRABALHO. APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

Mais lidas

A Imprensa livre é um dos pilares da democracia

Nota da Administração do Jornal A Voz de Trás-os-Montes

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.