Terça-feira, 21 de Maio de 2024
No menu items!

Farmácias podem deixar de fazer horário noturno

Os habitantes de cinco concelhos, do distrito de Bragança, podem estar na eminência de ficar com o serviço das farmácias limitado, ficando obrigadas apenas, com a alteração da lei, a permanecer abertas até uma hora após o fecho dos Centros de Saúde. 

-PUB-

Esta situação foi um dos temas que mais preocupou os nove autarcas do Conselho Intermunicipal da CIM – Terras de Trás-os-Montes que se reuniram, em Vinhais, para aprovar o Plano de Atividades e Orçamento para 2018. 

Esta alteração aplica-se nos concelhos onde não existe serviço de urgências, afetando, assim, a comunidade de Miranda do Douro, Alfândega da Fé, Vinhais, Vila Flor e Vimioso. 

Desta forma, o fecho obrigatório após uma hora do encerramento dos Centros de Saúde, em que apenas estão abertos até às 22h00, implica que as farmácias tenham o seu horário de atendimento só até às 23h00. 

Berta Nunes, vice-presidente da CIM e presidente da Câmara de Alfândega da Fé, manifestou o seu desagrado com tal

Artigo exclusivo PREMIUM

Tenha acesso ilimitado a todos os conteúdos do site e à edição semanal em formato digital.

Se já é PREMIUM,
Aceda à sua conta em

APOIE O NOSSO TRABALHO. APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

VÍDEOS

Mais lidas

A Imprensa livre é um dos pilares da democracia

Nota da Administração do Jornal A Voz de Trás-os-Montes

ÚLTIMAS NOTÍCIAS