Terça-feira, 17 de Maio de 2022

Filandorra celebra mês do teatro com espetáculos em cinco distritos

A iniciativa “Março, o mês do teatro” promove a arte ao longo de 31 dias e 31 espetáculos dirigidos a todos os públicos, "dos oito aos oitenta"

A Filandorra – Teatro do Nordeste arrancou o mês com a iniciativa anual “Março o mês do Teatro” que, além de assinalar o Dia Mundial do Teatro, celebrado a 27 de março, vai promover a arte “junto de todos os públicos, dos oito aos oitenta”, de modo a afirmar “o teatro como linguagem universal de todos e para todos”.

Para tal, ao longo dos 31 dias do mês, a companhia propõe “celebrar” o teatro “enquanto arte universal com a representação de espetáculos de autores de referência da dramaturgia portuguesa, como Gil Vicente e Almeida Garret, bem como do autor contemporâneo Alexandre Parafita”.

No total, a Filandorra levará aos “palcos das aldeias, vilas e cidades de cinco distritos”, Bragança, Vila Real, Viseu, Guarda e Porto 31 representações. A iniciativa arrancou no sábado (5), em Vinhais, com a performance artística de “Mil Diabos à Solta”.

A edição deste ano de “Março o mês do Teatro” é destinada ao público mais jovem, incluindo-se aqui a representação do “Auto da Barca do Inferno” e da “Farsa de Inês Pereira”, de Gil Vicente, bem como de “Frei Luís de Sousa”, de Almeida Garret.

Para os mais novos, o programa contempla a representação de “Diabos e Diabritos num saco de mafarriscos”, de Alexandre Parafita, dando, assim, continuidade “ao trabalho desenvolvido pela Companhia ao longo dos últimos anos no âmbito da formação de novos públicos/futuros espectadores para o teatro”, destacou a mesma.

Ao mesmo tempo, a iniciativa também se destina a “um público muito especial, os nossos idosos”. Para tal, de acordo com a Filandorra, “em parceria com o município de São João da Pesqueira no âmbito do Programa Cultura para Todos”, esta irá “levar o teatro às IPSS deste concelho, privilegiando o encontro e o diálogo entre utentes e atores”.

Esta experiência tem como objetivo maior “proporcionar aos que estiveram “isolados” (do) mundo durante a pandemia momentos de alegria e comunhão a partir do teatro.

COMEMORAÇÕES

O auge das comemorações do mês do teatro acontecerá de 20 a 27 de março e irá arrancar com a representação de “Pranto de Maria Parda” no Parque Natural do Vale do Tua, em Pombal de Ansiães (Carrazeda), no dia 20. Segue-se Vila Nova de Foz Côa, com teatro dirigido às escolas, nos dias 23 e 24.

As celebrações do Dia Mundial do Teatro terão como palco principal duas salas de espetáculo, o Teatro Ribeiro Conceição, em Lamego, com a representação de “Frei Luís de Sousa” na noite de 26 de março, e o Auditório do Centro Cultural Solar Condes de Vinhais, com a representação de “O Velho da Horta”, no domingo (27), pelas 15h00.

A Companhia subirá a palco, ainda, nos dias 29 e 30 em Santa Marta de Penaguião e, por último, a 31 de março, em Carrazeda de Ansiães, novamente com a representação do “Auto da Barca do Inferno”.

-PUB-

APOIE O NOSSO TRABALHO. APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

Mais lidas

A Imprensa livre é um dos pilares da democracia

Nota da Administração do Jornal A Voz de Trás-os-Montes

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.