Sábado, 18 de Setembro de 2021
© DR

GCVR com Três pódios nos nacionais de infantis

O Ginásio Clube Vila Real participou no Campeonato Nacional de Infantis, competição realizada na Piscina Olímpica das Manteigadas (Setúbal) e que contou com a participação de 478 nadadores em representação de 97 clubes

-PUB-

Da parte do GCVR competiram oito atletas – Leonor Silva, Maria Braz, Miguel Encarnação, Tiago Fernandes (Infantis B) e Maria Pereira, Eduardo Oliveira, Gonçalo Ferreira, Rafael Fialho (Infantis A) – que tiveram uma excelente prestação somando um oitavo lugar na classificação geral, seis classificações no top-10 e três pódios.

Maria Pereira esteve em destaque ao conquistar o 8º lugar na classificação geral de Infantis A femininos com 29.9 pontos, tendo somado um 3º lugar nos 100 metros Livres, um 4º lugar nos 200 Estilos, um 7º lugar nos 200 Costas e um 13º lugar nos 400 Livres. Em Infantis B, Leonor Silva esteve igualmente em destaque ao ser segunda classificada nos 100 Livres somando ainda um 13º lugar nos 200 Costas, enquanto que Maria Braz foi 25ª nos 400 Livres e 26ª nos 200 Livres.

Em Infantis B masculinos, Tiago Fernandes conquistou o 3º lugar nos 100 Livres e somou ainda o 6º posto nos 200 Bruços, conseguindo um excelente 14º lugar na classificação geral de Infantis B, enquanto que Miguel Encarnação registou um 24º lugar nos 200 Costas e um 30º lugar nos 100 Livres. Em Infantis A masculinos, o GCVR contou com três atletas: Gonçalo Ferreira, que foi 38º nos 200 Costas e 48º nos 100 Livres; Rafael Fialho, que foi 45º nos 100 Livres e 88º nos 400 Livres; Eduardo Oliveira, que foi 29º nos 100 Costas e 46º nos 200 Livres.

Os atletas Infantis do GCVR terminaram da “melhor forma a época”, com marcas e classificações “extremamente positivas, dando excelentes indicações para o futuro”.

-PUB-

APOIE O NOSSO TRABALHO.
APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

Mais lidas

ÚLTIMAS

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.