Domingo, 17 de Outubro de 2021
© MR

“Gotas de Cultura” oferece viagem pelo património literário da região

A exposição itinerante, hoje inaugurada, estará patente na Biblioteca Municipal de Chaves até ao dia 28 de outubro. Seguem-se os municípios de Valpaços e de Boticas, as suas duas últimas paragens

-PUB-

A sala polivalente da Biblioteca Municipal de Chaves é a quarta morada da exposição itinerante “Gotas de Cultura”, promovida pela Rede Intermunicipal de Bibliotecas do Alto Tâmega (RIBAT) e dinamizada no âmbito da Comunidade Intermunicipal do Alto Tâmega (CIMAT).

Depois de Ribeira de Pena, Montalegre e Vila Pouca de Aguiar, a cidade flaviense acolhe aquela que é uma verdadeira viagem literária, fruto da recolha de palavras de uma coletânea de seis autores de grande relevância, que nasceram ou viveram na região, tal como Mário Gonçalves Carneiro (Chaves), José Barros (Boticas), Camilo Castelo Branco (Ribeira de Pena), entre outros.

O nome, “Gotas de Cultura”, segundo Ramiro Gonçalves, primeiro secretário do Secretariado Executivo Intermunicipal da CIMAT e mentor do desafio lançado à RIBAT, deve-se “ao facto de a água ser o elemento agregador do Alto Tâmega. Nesta perspetiva, as bibliotecas quiseram dar um contributo a este conceito comum aos seis municípios”.

Este é “um primeiro trabalho, que surgiu em contexto pandémico. A ideia era permitir que, mesmo não saindo de casa, as pessoas pudessem viajar através dos livros. Haverá uma segunda exposição, sob o mesmo tema”, avançou Ramiro Gonçalves.

“Gotas de Cultura” está, a partir de hoje, em exposição na Biblioteca Municipal de Chaves e poderá ser visitada, gratuitamente, até ao dia 28 de outubro, de segunda a sexta-feira, das 9h30 às 13h00 e das 14h00 às 18h30, e aos sábados, das 9h30 às 13h00.

-PUB-

APOIE O NOSSO TRABALHO. APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

Mais lidas

ÚLTIMAS

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.