Domingo, 2 de Outubro de 2022

Greve dos trabalhadores das cantinas e refeitórios com impacto na região

A greve dos trabalhadores de cantinas, refeitórios, fábricas de refeições, áreas de serviço e bares concessionados desta sexta-feira fez-se sentir, sobretudo, no contexto escolar. O balanço geral será feito na próxima segunda-feira

-PUB-

Num balanço do dia de greve, Francisco Figueiredo, da Federação dos Sindicatos de Agricultura, Alimentação, Bebidas, Hotelaria e Turismo de Portugal (FESAHT), avançou que esta “teve um forte impacto a nível escolar. Mais de duas centenas de cantinas estiveram encerradas. Também teve um importante impacto a nível hospitalar”.

No que à região de Trás-os-Montes diz respeito, “a cantina do Hospital de Mirandela esteve a garantir, apenas, os serviços mínimos e o Centro de Formação (Profissional) de Bragança esteve encerrado”. Em Chaves, “das cinco cantinas concessionadas das escolas EB 2/3 do concelho, quatro estiveram encerradas”.

Artigo exclusivo PREMIUM

Tenha acesso ilimitado a todos os conteúdos do site e à edição semanal em formato digital.

Se já é PREMIUM,
Aceda à sua conta em

-PUB-

APOIE O NOSSO TRABALHO. APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

COMENTAR FACEBOOK

Mais lidas

A Imprensa livre é um dos pilares da democracia

Nota da Administração do Jornal A Voz de Trás-os-Montes

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.