Sábado, 12 de Junho de 2021

Homens de Basto “ataram” os aguiarenses

Os homens de Atei sabiam ao que vinham e dispuseram-se de forma compacta e aguerrida nos seus espaços, procurando neutralizar os locais que possuem uma formação tecnicamente mais evoluída.

-PUB-

FUTEBOL AFVR DIVISÃO DE HONRA

Desse modo, equilibraram sempre a partida, ainda que fosse o Vila Pouca a possuir mais bola, a organizar mais ataques e a rematar mais. O resultado em branco que se verificava ao intervalo era lisonjeiro para os visitantes, sem desmerecer as qualidades destes, só que o 0-0 se deveu mais a dois fatores: a falta de concretização dos jogadores de Diogo Coutinho e o poder de antecipação e a velocidade maior dos homens treinados por Filipe Cunha.

No início da segunda parte, os aguiarenses adiantaram-se no marcador, através de uma grande penalidade transformada por Luisinho. Parecia que esse golo poderia ser o saca-rolhas que libertasse os jogadores aguiarenses, mas não. O

Artigo exclusivo PREMIUM

Tenha acesso ilimitado a todos os conteúdos do site e à edição semanal em formato digital.

Se já é PREMIUM,
Aceda à sua conta em

APOIE O NOSSO TRABALHO.
APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

Mais lidas

ÚLTIMAS

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.