Sábado, 17 de Abril de 2021

Hospital de Dia é “uma ponte” para a reabilitação dos doentes

O Hospital de Dia, integrado na Unidade de Psiquiatria do Centro Hospitalar de Trás-os-Montes e Alto Douro (CHTMAD), nasceu para ajudar a dar maior autonomia aos utentes, como explicou à VTM Miguel Viseu, diretor de serviço de psiquiatria. 

“Aqui, os doentes aprendem atividades próprias do dia a dia, de forma a dar-lhe algumas responsabilidades e algum trabalho que possam desenvolver lá fora”, disse, adiantando que o “grande objetivo é que os utentes sejam integrados na sociedade”.

O enfermeiro Armando Soares revelou que o Hospital de Dia funciona como “uma ponte” entre o internamento e o seu regresso a casa. “Este espaço permite trabalhar algumas competências cognitivas e sociais dos doentes”, disse, exemplificando que alguns “têm dificuldades em viver em sociedade”, a fazer tarefas básicas como ir ao supermercado. “Integrá-los na sociedade não é fácil, sobretudo quando sabemos que a psiquiatria, por natureza, estigmatiza os doentes, mas nós tentamos trabalhar essas competências quer sejam sociais,

Artigo exclusivo PREMIUM

Tenha acesso ilimitado a todos os conteúdos do site e à edição semanal em formato digital.

Se já é PREMIUM,
Aceda à sua conta em

APOIE O NOSSO TRABALHO.
APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

Mais lidas

ÚLTIMAS

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.