Sexta-feira, 26 de Novembro de 2021

Igualdade chegou pela mão de André Castro

Uma grande penalidade, inexistente, em pleno período de compensação, retirou aos transmontanos a possibilidade de alcançarem os três pontos.

-PUB-

FUTEBOL II LIGA

André Castro descortinou uma infração de Hugo Basto sobre Musa Yahaya, quando a existir era precisamente do jogador portista. De resto, este foi o erro mais visível de uma arbitragem pouco segura.

As equipas entraram em campo com mexidas relativamente à última jornada, com José Mota a alterar todo o seu meio-campo.

O jogo foi quase sempre equilibrado, mas com o maior número de oportunidades a pertencer aos flavienses. Ainda não estava esgotado o primeiro quarto-de-hora e André Luís (12’) desperdiçava a primeira grande situação de golo, quando surgiu isolado sobre a meia direita e não conseguiu desfeitear Ricardo Silva, embora tenha que ser atribuído algum mérito ao central Ferraresi que, num último esforço,

Artigo exclusivo PREMIUM

Tenha acesso ilimitado a todos os conteúdos do site e à edição semanal em formato digital.

Se já é PREMIUM,
Aceda à sua conta em

-PUB-

APOIE O NOSSO TRABALHO. APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

Mais lidas

A Imprensa livre é um dos pilares da democracia

Nota da Administração do Jornal A Voz de Trás-os-Montes

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.