Domingo, 17 de Outubro de 2021

Impasse nas obras do quartel dos Bombeiros

A candidatura para beneficiação do quartel dos Bombeiros de Sanfins do Douro foi apresentada, em Setembro, ao programa “Prevenção e Gestão de Riscos” do QREN, mas poderá ficar sem efeito. A Administração Central exige o cumprimento de doze itens relativos ao processo e uma posterior resposta em cinco dias, o que provocou descontentamento na Direcção da Associação Humanitária.

-PUB-

A cerca de dois meses de fazer 120 anos, os bombeiros de Sanfins do Douro poderão não ver as obras de ampliação e beneficiação avançar no terreno, o mesmo pode acontecer com uma nova viatura que tinham pedido para substituir uma outra que foi destruída por um incêndio no Alto do Pópulo (Alijó).

O presidente da Direcção dos Bombeiros de Sanfins do Douro, Alceu Costa, manifestou, ao Nosso Jornal, a sua revolta e crítica as instituições. “Na prática há uma inviabilização total do nosso desejo. Deram-nos apenas cinco dias para cumprirmos doze itens e enviar os respectivos elementos para Lisboa, quando estivemos vários meses à espera de uma resposta do Ministério da Administração Interna. Não entendo todos estes entraves e dificuldades, quando afinal só queremos dar um pouco de dignidade e condições ao nosso quartel. Assim, não temos hipóteses de responder ao processo da candidatura. Ainda teríamos de aguardar o seu parecer para despacho”.

Veículo contra fogos florestais a marcar passo

Mas, as más notícias não ficam por aqui. O pedido para a substituição de um veículo destruído num incêndio do último Verão também ficou sem efeito. “Quando estamos a pensar substituir a viatura perdida, disseram-nos que não temos direito por nos estar atribuído no ano anterior uma outra viatura (VLCI). Desta forma, não podemos concorrer para a substituição, o que acho incorrecto porque a decisão do novo veiculo já estava tomada antes do incêndio”.

O orçamento das obras previstas rondava os 90 mil euros, ficando a cargo da Associação os restantes 30 por cento. Incluíam intervenções na camarata feminina e na masculina, climatização da parte administrativa e recuperação do piso e ampliação do parque de viaturas.

Alceu Costa ainda esta semana vai solicitar uma reunião com o Governo Civil de Vila Real para exprimir o seu descontentamento. “Parece que vamos festejar os 120 anos sem carro novo e sem obras no quartel”, concluiu.

A Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Sanfins do Douro foi fundada em 9 de Maio de 1891. Como curiosidade, a corporação recebeu, a 6 de Junho de 1926, o primeiro pronto-socorro motorizado baptizado na altura de “Federal”, sendo uma das raras viaturas ao serviço dos bombeiros da zona interior do país.

 

-PUB-

APOIE O NOSSO TRABALHO. APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

Mais lidas

ÚLTIMAS

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.