Terça-feira, 15 de Junho de 2021

IPSS’s enfrentam cada vez mais problemas de sustentabilidade

Padre Lino Maia, presidente da Confederação Nacional das IPSS’s, defende maior apoio do Estado e respeito pelas especificidades dos territórios.

-PUB-

As instituições particulares de solidariedade social do distrito de Bragança estão a enfrentar graves problemas de sustentabilidade devido às reduzidas comparticipações do Estado em relação às necessidades das instituições.

Como explicou Paula Pimentel, presidente da União das IPSS’s de Bragança, no decorrer da tomada de posse que aconteceu na passada semana, “as principais dificuldades que as instituições do distrito enfrentam têm que ver com as comparticipações do Estado”, acrescentando que “era urgente que este pudesse contribuir mais e atender às especificidades da região, pois o servir bem implica custos”.

Os principais problemas, para além das reduzidas comparticipações face às necessidades, têm que ver também com os recursos humanos, que, como defende o dirigente, “deveriam ter outro tipo de incentivos pois, apesar de fundamentais, são um grande peso para a vida das instituições”.

Paula Pimental critica ainda a legislação, sublinhando que esta “nem sempre

Artigo exclusivo PREMIUM

Tenha acesso ilimitado a todos os conteúdos do site e à edição semanal em formato digital.

Se já é PREMIUM,
Aceda à sua conta em

APOIE O NOSSO TRABALHO.
APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

Mais lidas

ÚLTIMAS

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.