Terça-feira, 18 de Janeiro de 2022
© DR

Jogo entre o GD Chaves e o Rio Ave adiado para fevereiro

Devido a um surto de Covid-19, o plantel do Rio Ave está em quarentena, obrigando ao reagendamento dos encontros da 16.ª e 17.ª jornadas da Liga Portugal SABSEG. O clube de Vila do Conde virá à casa dos valentes transmontanos a 10 de fevereiro

-PUB-

De acordo com Sérgio Mota, Diretor de Comunicação do Desportivo de Chaves, “já há muito que percebemos que este jogo, agendado para sábado, não se ia realizar, uma vez que a equipa do Rio Ave cumpre isolamento, precisamente, até à data do encontro”.

A confirmação do reagendamento do jogo foi ontem divulgada. Em comunicado, a Liga Portugal destaca “que todo o grupo de trabalho do futebol profissional do Rio Ave FC se encontra em isolamento, decretado pelo Sr. Delegado de Saúde do ACeS Póvoa de Varzim – Vila do Conde, Dr. António Manuel Monteiro, até ao próximo dia 8 de Janeiro”.

O plantel flaviense “recebeu a notícia com naturalidade, uma vez que já contava com este adiamento desde que tivemos conhecimento do surto em Vila do Conde. Sabíamos que, mais dia, menos dia, receberíamos a confirmação de que o jogo iria ser reagendado”.

O encontro entre o GD Chaves e o Rio Ave FC, referente à 17.ª jornada da Liga Portugal 2 SABSEG, está marcado para as 18h00 do dia 10 de fevereiro. Desta feita, a equipa treinada por Vítor Campelos sofre uma paragem forçamente mais longa.

“Jogámos, pela última vez, a 27 (de dezembro), com o Estrela da Amadora. O próximo jogo será, em casa, com o Varzim, no dia 16. São, portanto, praticamente três semanas sem competição. Vivemos uma época difícil, atípica e, como tal, estamos, naturalmente, preparados para estas eventualidades”, frisou Sérgio Mota, garantindo que, no plantel dos valentes transmontanos não há, por agora, “qualquer sinal de alarme” no que toca à Covid-19.

O Desportivo de Chaves avança, assim, para a 18.ª jornada da Liga 2, com um encontro, em casa, frente ao Varzim Sport Club a 16 de janeiro. O apito inicial está marcado para as 19h30m.

-PUB-

APOIE O NOSSO TRABALHO. APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

Mais lidas

A Imprensa livre é um dos pilares da democracia

Nota da Administração do Jornal A Voz de Trás-os-Montes

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.