Quinta-feira, 20 de Janeiro de 2022
©DR

Juventude de Pedras Salgadas de luto pela morte do sócio nº 1

De acordo com o Presidente do clube, faleceu, hoje, o sócio número 1, Engenheiro António Barroso de Moura, grande impulsionador do Juventude e das primeiras obras no Estádio da Portelinha, além de presidente da Assembleia Geral da coletividade durante largos anos

-PUB-

Jorge Barroso, presidente da direção da ADCR Juventude de Pedras Salgadas e filho de António Barroso de Moura, em declarações à VTM, destacou aquele que foi “um dos grandes impulsionadores deste clube. Ajudou a fundá-lo, na altura, e incutiu aos filhos, a mim e aos meus irmãos, o gosto pelo associativismo e pelo futebol, em particular”.

Esteve “sempre ligado ao desporto e aos clubes. Nos anos 50 chegou a ser dirigente do Grupo Desportivo de Chaves. Mais tarde foi presidente do Sport Clube Vila Pouca, salvo erro, durante 8 a 9 anos. A partir daí, o gosto dos filhos pelo futebol começou a crescer. Sempre nos apoiou a participar na vida social, neste caso, no desporto”.

António Barroso de Moura foi, também, “o grande impulsionador das primeiras obras do Estádio da Portelinha e acompanhou sempre o clube. Foi presidente da mesa da Assembleia do Juventude durante muitos e muitos anos. Além de ser o sócio número um, desde a fundação do clube, oficialmente em 1977, sempre apoiou e colaborou com o clube, até à última hora, até há poucos dias, enquanto esteve lúcido”.

As cerimónias fúnebres terão lugar amanhã, pelas 11h30, na Igreja do Tronco, em Pedras Salgadas. O corpo irá a sepultar, depois, no cemitério de Bragado, onde se encontra o jazigo de família.

-PUB-

APOIE O NOSSO TRABALHO. APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

Mais lidas

A Imprensa livre é um dos pilares da democracia

Nota da Administração do Jornal A Voz de Trás-os-Montes

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.