Quinta-feira, 2 de Dezembro de 2021

Lar da Misericórdia sem casos de Covid-19

Todos os utentes e funcionários do Lar de Idosos da Misericórdia de Lamego estão recuperados da COVID-19, de acordo com os resultados dos mais recentes testes de diagnóstico efetuados na instituição.

-PUB-

O último utente, que permanecia infetado desde março último, testou negativo ao novo coronavírus. “É um momento muito feliz para esta Santa Casa. Embora a evolução da atual pandemia seja errática e de desfecho imprevisível, espero que estes resultados representem o fim de um dos capítulos mais tristes e difíceis na longa história desta instituição de solidariedade social”, sublinha o Provedor António Marques Luís.

Recorde-se que, desde o início da pandemia, foram detetadas 18 pessoas infetadas no Lar de Idosos de Arneirós: 14 utentes e quatro colaboradores. “Conseguimos agora superar esta dificílima situação, graças ao trabalho altruísta e dedicado das nossas funcionárias e do acompanhamento rigoroso e permanente da Autoridade de Saúde de Lamego”, explica.

Num período de muita angústia e isolamento social, nos últimos meses, o dia a dia dos idosos do Lar da Santa Casa decorreu com a normalidade possível. Devido ao surto do novo coronavírus, foi das primeiras instituições no país a proibir as visitas com o objetivo de proteger os utentes que pertencem à franja populacional mais castigada por esta tragédia. O contacto com os familiares e amigos foi mantido, em alternativa, à distância através de videochamada. Mais tarde, em finais do mês de maio, os idosos alojados nas instalações do Complexo Desportivo voltaram a receber as primeiras visitas. “Fizemos tudo o que estava ao nosso alcance para proteger a sua saúde e a dos nossos profissionais. Esta foi sempre a nossa principal preocupação desde o início de todo este processo”, recorda Marques Luís.

As visitas ao Lar de Idosos, em Arneirós, serão retomadas e anunciadas em breve, em cumprimento de todas as orientações emanadas pela Direção Geral da Saúde.

-PUB-

APOIE O NOSSO TRABALHO. APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

Mais lidas

A Imprensa livre é um dos pilares da democracia

Nota da Administração do Jornal A Voz de Trás-os-Montes

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.