Quinta-feira, 29 de Julho de 2021

Linguiças com veneno encontradas na via pública

Um cão ingeriu um pouco da linguiça e está hospitalizado

-PUB-

Um casal, que andava a passear os seus cães, encontrou vários sacos de plástico com linguiças espalhados na via pública à entrada da zona desportiva de Murça.

Ontem por volta das 20h30, o casal andava a caminhar com os seus cães e perto do Estádio Municipal e do Pavilhão, quando se depararam com três linguiças, sendo que um dos seus cães acabou por ingerir ¼ de uma das linguiças e está agora internado no hospital veterinário.

Quando chegou a casa, o cão “começou com espasmos, convulsões e contrações musculares e foi de urgência para o veterinário, onde ainda se encontra”, explica a publicação do casal nas redes sociais.

Segundo o veterinário, existe uma probabilidade muito grande de que o cão tenha ingerido “estricnina”, um veneno muito tóxico, que foi muito usado como pesticida, principalmente para matar ratos. Porém, devido à sua alta toxicidade, não só em ratos, mas em vários animais e também o homem, o seu uso é proibido em muitos países, entre os quais Portugal.

O casal fez o post no Facebook para alertar as pessoas a terem cuidado quando vão passear com os seus animais ou até mesmo com crianças, que podem estar a correr "muito perigo".  

O caso foi participado à GNR.

 

-PUB-

APOIE O NOSSO TRABALHO.
APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

Mais lidas

ÚLTIMAS

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.