Sábado, 12 de Junho de 2021

Macedo de Cavaleiros com orçamento de 33 ME para 2021

O município de Macedo de Cavaleiros tem um orçamento de 33 milhões de euros para 2021, mais cinco milhões do que em 2020, justificados com obras de fundos comunitários, revelou hoje o presidente.

-PUB-

Benjamim Rodrigues explicou à Lusa que, para 2021, a estratégica do executivo, liderado pelo PS, é concluir todos os projetos do PEDU (Plano Estratégico de Desenvolvimento Urbano), alguns em curso e outros que irão avançar.

“Toda uma série de investimentos que, nós cremos, irão transformar a face urbana da cidade e também melhorar as condições das freguesias”, afirmou, exemplificando com o reclamado há vários anos interface modal, que prevê arranque em janeiro com um investimento de 700 mil euros.

O autarca socialista referiu que Macedo é um cruzamento de linhas rodoviárias, por onde passam “muitos veículos, muitos autocarros”, e é necessário criar um local com “dignidade” como o que está projetado e que “irá transformar também uma zona morta” da cidade transmontana.

Outro projeto planeado para 2021 é a reestruturação do mercado municipal, com cerca de dois milhões de euros.

O presidente apontou também as freguesias, que, em 2020, tiveram um “recorde na atribuição de verbas” que se mantém em 2021, “com o mesmo valor, cerca de um milhão de euros”.

Os custos com a pandemia covid-19 “refletem-se pouco” nas contas da Câmara, na medida em que o que tem sido gasto a mais com medidas de mitigação tem sido compensado com a poupança na realização de eventos cancelados.

Em relação à dívida do município, Benjamim Rodrigues disse que “tem vindo a melhorar” com a aquisição de património, que reforça os ativos, e também por o valor que mais pesa, cerca de 11 milhões de euros, relativo às águas, estar a ser renegociado com a empresa.

O plano e orçamento para 2021 foram aprovados em reunião de câmara com três votos a favor, três contra e uma abstenção, e irá ainda a discussão e votação da Assembleia Municipal.

Os três vereadores do PSD votaram contra por verificarem que “nada de novo aparecia lá, a não ser todas as obras que o anterior executivo (do PSD), já tinha elencado”, como justificou Duarte Moreno.

Em declarações à Lusa, o vereador social-democrata acrescentou ainda que a outra razão do sentido de voto prendeu-se com “as juntas de freguesia que são da oposição do executivo”, por “não terem também verbas atribuídas”.

“Este orçamento peca pela não existência de uma estratégia para o desenvolvimento do concelho e até pela não existência de uma estratégia para sairmos deste marasmo que temos vivido através desta questão pandémica”, considerou.

O vereador eleito pelo PS Pedro Mascarenhas, que já foi vice-presidente e se afastou do autarca Benjamim Rodrigues, absteve-se na votação com o argumento de que se trata de “um orçamento que nada traz de novo”.

“Não deixa antever o que nos espera no próximo mandato como se o próprio presidente do município não tivesse grande esperança nem vontade de continuar a governar. Um orçamento sem ambição de futuro e onde não se vislumbra um fio condutor de desenvolvimento e de retoma socioeconómica para o nosso concelho”, considerou.

Apesar da análise, o vereador permitiu a aprovação abstendo-se por entender que “o orçamento mais uma vez prevê obras de grande importância para a terra e cuja execução não pode nem deve ser obstaculizada”.

APOIE O NOSSO TRABALHO.
APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

Mais lidas

ÚLTIMAS

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.