Terça-feira, 19 de Outubro de 2021
Armando Moreira
MIRADOURO Ex-presidente da Câmara Municipal de Vila Real. Colunista n'A Voz de Trás-os-Montes

Malfeitores / Benfeitores

Reverter, reverter, reverter, é a palavra de ordem que mais se ouve e lê, a propósito das medidas que o atual governo vai tomando, em diversos domínios da administração pública e com uma rapidez tal, que até impressiona pela facilidade com que são decididas.

-PUB-

De tal forma que pode levar a pensar que afinal governar até é fácil, e que os governos anteriores, designadamente o último, foram verdadeiramente ineptos, pois levaram anos a construir, o que agora se consegue destruir “em menos de um fósforo”. Vale a pena exemplificar, para se perceber a bondade, ou eventualmente, a irresponsabilidade desta forma de legislar.

Os aumentos de salários e pensões, são bem-vindos, naturalmente, e todos aplaudimos. Fica-se sem saber porém, se há cobertura orçamental para os processar. Quanto ao salário mínimo, cujo consenso na concertação social não parece ter existido, é mais relevante o seu impacto na economia privada, nas empresas, não tendo sido explicadas, as consequências no emprego, relativamente às empresas

Artigo exclusivo PREMIUM

Tenha acesso ilimitado a todos os conteúdos do site e à edição semanal em formato digital.

Se já é PREMIUM,
Aceda à sua conta em

Mais Lidas | opinião

O povo é quem mais ordena

Ferrovia Boas Notícias

Beneficiou da Moratória?

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.