Domingo, 24 de Outubro de 2021
Alberto Pereira
Presidente da Câmara Municipal de Mesão Frio

Mesão Frio durante a pandemia de COVID-19

No concelho de Mesão Frio, até à data em que lhe dirijo estas palavras (25/03/2020), não existe nenhum caso de infeção por COVID-19. A dura realidade que assombra o país e o mundo, é já parte das nossas reflexões diárias, cenário ao qual, os mesão-frienses não têm sido indiferentes, ao cumprirem o período de quarentena […]

-PUB-

No concelho de Mesão Frio, até à data em que lhe dirijo estas palavras (25/03/2020), não existe nenhum caso de infeção por COVID-19. A dura realidade que assombra o país e o mundo, é já parte das nossas reflexões diárias, cenário ao qual, os mesão-frienses não têm sido indiferentes, ao cumprirem o período de quarentena voluntária e ao colaborarem com as autoridades. Apesar de todas as ações preventivas que o município já adotou, as mesmas poderão não ser eficazes, devido à velocidade galopante com que este vírus se propaga e à quantidade de cadeias de transmissão ativas. 

Sendo este um percurso duro e exigente, enquanto governante deste concelho, faço saber que tomamos as seguintes diligências: Divulgação de medidas preventivas ao COVID-19; Elaboração do Plano de Operações Municipal para o Coronavírus; Desinfeção das ruas e dos espaços públicos; Disponibilização de viaturas para o transporte de doentes oncológicos e para os técnicos do Centro de Saúde; Disponibilização de cabazes com bens alimentares, para famílias economicamente vulneráveis; Divulgação de orientações e recomendações para a gestão de resíduos urbanos; Divulgação do site covid19estamoson.gov.pt/, lançado pelo Governo, para apoiar cidadãos, famílias e empresas, com toda a legislação em vigor e o processamento do pagamento de todas as dívidas da autarquia para com os seus fornecedores, para minorar os constrangimentos económicos no comércio. 

As associações, as empresas e pessoas individuais estão mais do que unidas nesta batalha que é de todos, tendo facultado equipamentos de proteção aos grupos de maior risco, cedência de viaturas para transportes e oferta de tecnologias para os idosos comunicarem com os seus familiares. A todos eles, o meu agradecimento público. 

É tempo de nos reinventarmos, de união de esforços, de nos protegermos, de cuidar do bem comum e de demonstrar o afeto que tanto nos torna Seres Humanos. 

Juntos, vamos vencer esta luta! 

Pela sua saúde, fique em casa. Um abraço amigo.

Mais Lidas | opinião

O povo é quem mais ordena

Património e o futuro (II)

Viagem de Circum-navegação 1

Autárquicas

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.